Produtores de Odemira. “Exploração de trabalhadores? Não existe”

Produtores de Odemira. “Exploração de trabalhadores? Não existe”

Carmelinda Coxixo é produtora na freguesia de São Teotónio e desconhece casos de exploração de migrantes. De acordo com a agricultora, há trabalhadores que “chegam a receber 1000 euros por mês”.

Continue a ler este artigo no Observador.

Comente este artigo
Anterior Live: Conferência de Imprensa CAP
Próximo Cotações - Frutos Frescos e Secos - 26 de abril a 2 de maio 2021

Artigos relacionados

Últimas

Webinares sobre Boas Práticas de Pulverização – 7, 14, 21 e 28 de abril

O COTHN, em parceria com o ISA e o INESP vai dinamizar um conjunto de 4 webinares sobre boas práticas na preparação de caldas e no uso de equipamentos de aplicação de […]

Últimas

Capoulas Santos: Acordo UE-Mercosul abre mercados a exportações agrícolas portuguesas

Em declarações aos jornalistas, à margem da reunião dos ministros da Agricultura da União Europeia (UE), o ministro salientou que o “acordo permitirá […]

Eventos

Dia aberto do grupo operacional MaisSolo na Golegã – 27 de fevereiro

Realiza-se a 27 de Fevereiro, na Golegã, o “Dia aberto/Acção de demonstração do grupo operacional MaisSolo”. Neste evento, vão ser visitados campos piloto – instalados em terrenos da Sociedade Agrícola São João de Brito, […]