Portugueses não seguem a dieta ideal e falham as recomendações da OMS

[Fonte: Agricultura e Mar]

Os hábitos alimentares dos portugueses estão a ter impacto no aumento do cancro, das doenças cardiovasculares e até das demências, revelam vários estudos. O que comemos pode prevenir ou acelerar problemas de saúde e mudar de alimentação pode ter um efeito idêntico ao de um medicamento.

A RTP3 vai exibir no próximo dia 17 de Julho, pelas 22 horas, mais um episódio do programa Fronteiras XXI dedicado aos nossos hábitos alimentares e às questões em torno da segurança alimentar. A pergunta colocada é: “Porque é que somos o que comemos?”.

Portugueses não seguem a dieta ideal

O Fronteiras XXI é uma iniciativa levada a cabo pela Fundação Francisco Manuel dos Santos e a RTP3. E segundo esta, a dieta  considerada ideal não está a ser seguida pelos portugueses e muitos falham os limites recomendados pela OMS — Organização Mundial de Saúde.

Segundo o Fronteiras XXI, 56% dos portugueses comem menos das 400 gramas diárias de frutas e hortícolas recomendadas pela OMS, realçando que as frutas e hortícolas ajudam a prevenir doenças cardiovasculares e cancro.

Por outro lado, 76% comem mais sal do que as 5 gramas por dia aconselhadas e 53% come mais gorduras saturadas do que devia. O mesmo se passa com o açúcar (mais 23%).

Sal e açúcar em excesso

Explicam os responsáveis por esta iniciativa que “perdemos menos tempo na cozinha e menos tempo com refeições. Temos maior segurança alimentar, mas comemos sal e açúcar em excesso e menos legumes e fruta do que o recomendado”.

E acrescentam que os hábitos alimentares dos portugueses “estão a ter impacto no aumento do cancro, das doenças cardiovasculares e até das demências, revelam vários estudos. O que comemos pode prevenir ou acelerar problemas de saúde e mudar de alimentação pode ter um efeito idêntico ao de um medicamento”.

Agricultura e Mar Actual

Comente este artigo

O artigo Portugueses não seguem a dieta ideal e falham as recomendações da OMS foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Anterior Progress report shows an increase in soil health practices
Próximo Robot uses machine learning to harvest lettuce

Artigos relacionados

Últimas

DGAV promove jornadas técnicas de ‘Venda Responsável de Fitofarmacêuticos’

[Fonte: Vida Rural]

A DGAV e a GROQUIFAR realizam no próximo dia 4 de junho, na EDIA, em Beja, uma jornada técnica de ‘Venda Responsável de Fitofarmacêuticos’.
O evento abordará temas de interesse para o setor da distribuição e comercialização de produtos fitofarmacêuticos, […]

Nacional

Hortas da Quinta do Chinco representam novo paradigma social em Castelo Branco

Um novo paradigma social está a surgir em Castelo Branco, com os 72 utilizadores das Hortas Sociais da Quinta do Chinco já a cultivarem os seus talhões.
Este projecto da Câmara Municipal de Castelo Branco, reabilita um espaço que estava abandonado, trás o campo à cidade e permite aos utilizadores das Hortas, […]

Últimas

Estão abertas as candidaturas ao Prémio Porco d’Ouro Zoetis Inovação

[Fonte: Voz do Campo]

Inovação em Ambiente, Saúde Animal e Biossegurança das explorações são algumas das áreas passíveis de serem premiadas.
Até ao final do mês de abril estão abertas as candidaturas ao Prémio Porco d’Ouro Zoetis Inovação. O galardão é […]