Plantações de tomate para indústria atrasadas com dificuldade de acesso das máquinas aos terrenos

Plantações de tomate para indústria atrasadas com dificuldade de acesso das máquinas aos terrenos

A superfície de tomate para a indústria, apesar dos atrasos na plantação, deverá ser semelhante à campanha anterior. Mas a dificuldade de acesso das máquinas aos terrenos saturados tem atrasado as plantações, realça o Instituto Nacional de Estatística (INE) no seu Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Maio de 2020.

De referir que o mês de Abril caracterizou-se, em termos meteorológicos, como quente e muito chuvoso, encharcando os terrenos.

Os técnicos do Instituto Nacional de Estatística prevêem, tendo em consideração os dados de contratação entre os primeiros transformadores aprovados (indústria transformadora de tomate) e as organizações de produtores ou produtores não associados, que a área plantada nesta campanha seja de 14,9 mil hectares, sendo que no final de Abril estima-se que apenas 35% desta área esteja já instalada.

Girasol

Quanto ao girassol, o tempo seco em Fevereiro/Março dificultou as sementeiras de sequeiro, tal como a precipitação de Abril dificultou as de regadio. Prevê-se uma diminuição de 5% da área semeada, face a 2019, acrescenta o Boletim Mensal da Agricultura e Pescas – Maio de 2020.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Empresa de robótica lança ‘Spot’, um cão-robô que ajuda na agricultura
Próximo Maria do Céu Albuquerque: Sector agrícola foi sujeito a um “desafio ímpar”. Prioridade é mitigar efeitos da pandemia na agricultura

Artigos relacionados

Últimas

PSD defende verbas iguais para regiões ultraperiféricas no pós-2020

A eurodeputada Sofia Ribeiro (PSD) apresentou uma proposta no Parlamento Europeu (PE) a defender a necessidade de se manter no quadro pós-2020 pelo menos o mesmo envelope para o POSEI-Agricultura, […]

Últimas

Asfertglobal aposta na renovação da identidade da marca

Agro-Negócio

Com o início de um novo ano agrícola, a Asfertglobal prossegue a renovação da sua imagem corporativa com um novo design nos rótulos e caixas. […]

Blogs

Ensilar o milho cedo, porquê?

Fazer a primeira silagem de milho a 2 de agosto foi um record para mim. O record anterior já tinha uns 15 ou 20 anos. Recordo-me de estar a ensilar um campo […]