Pinhal de Leiria ainda é uma sombra do que já foi

Pinhal de Leiria ainda é uma sombra do que já foi

Quatro anos após o incêndio, foram reflorestados apenas 1644 hectares. Planos de investimento do Ministério do Ambiente abrangem cerca de metade da área ardida.

Quatro anos depois do incêndio que devastou 86% da área do Pinhal de Leiria, as árvores que pintaram a paisagem de negro foram desaparecendo e deram lugar a uma paisagem a perder de vista, onde se vê praticamente apenas vegetação rasteira e pequenas manchas de pinheiros queimados. Quem olha à volta vê o fantasma do que aquela mata nacional já foi.

As chamas chegaram a Vieira de Leiria e à praia da Vieira, na Marinha Grande, e provocaram estragos em habitações e em bens. Contudo, o Programa de Apoio à Reconstrução de Habitação Permanente (PARHP), gerido pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), aprovou apenas uma das cinco candidaturas apresentadas por habitantes do concelho. […]

Continue a ler este artigo no Jornal de Notícias.

Comente este artigo
Anterior Previsão período alargado - Continente - 18 out. a 14 nov. 2021
Próximo Madeira promove cursos de formação em empreendedorismo agrícola

Artigos relacionados

Últimas

Flores, vermes e estrume ajudam a reter poluentes de águas e a travar degradação de solos

A colaboração entre as entidades portuguesas e espanholas no âmbito do projeto “Res2ValHUM”, desenvolvido ao abrigo do programa INTERREG V-A Espanha-Portugal, […]

Nacional

“O País está pior”. A política de gestão florestal é “desastre” que prejudica proprietários

Clemente Vicente Nunes fez uma alusão ao incêndio na Sertã em que “há fortíssimas suspeitas” de origem criminosa.
A política de gestão da floresta, […]

Sugeridas

Commission publishes list of potential eco-schemes

The Commission published a list of potential agricultural practices that the eco-schemes could support in the future common agricultural policy (CAP). This list aims to contribute to the debate around the CAP reform and its […]