Pesticidas: primeiros relatórios de risco cumulativo publicados

Pesticidas: primeiros relatórios de risco cumulativo publicados

A EFSA publicou os resultados das suas duas avaliações piloto sobre os riscos para os seres humanos de resíduos de vários pesticidas em alimentos.

As avaliações – uma considerando efeitos crónicos no sistema tireoidiano e outra efeitos agudos no sistema nervoso – são o culminar de uma colaboração de vários anos entre a EFSA e o Instituto Nacional Holandês de Saúde Pública e Meio Ambiente (RIVM).

Os documentos foram finalizados após um período de consulta de dois meses, durante o qual a EFSA recebeu um valioso feedback de várias partes interessadas, incluindo instituições nacionais, academia, organizações não-governamentais e associações comerciais. Também foi realizada uma reunião com as partes interessadas em Bruxelas para ajudar a esclarecer a metodologia e explicar os resultados do trabalho.

A conclusão geral de ambas as avaliações é que o risco do consumidor devido à exposição cumulativa pela alimentação está, com graus variados de certeza, abaixo do limiar que desencadeia uma ação regulatória para todos os grupos populacionais cobertos.

Comente este artigo
Anterior Programa ADAPTAR apoia "Microempresas" e as "PME" no esforço de ajustamento no contexto da pandemia
Próximo DGAV esclarece importação de produtos de origem animal

Artigos relacionados

Últimas

Cotações – Aves e Ovos – Informação Semanal – 16 a 22 Novembro 2020

Na semana em análise as cotações médias nacionais do frango, vivo (de 1,8 kg) e abatido (65% – de 1100 a 1300 g) e do peru, vivo (de 14 a 15 kg) e abatido (80% – de 5,7 a 9,8 kg), mantiveram-se […]

Últimas

Prémio Floresta e Sustentabilidade: Impacto do Green Deal nas Florestas e Empresas – 25 de junho

No dia 25 de junho, pelas 15h30, decorre a conferência Impacto do Green Deal nas Florestas e Empresas, inserida no âmbito do Prémio Floresta e Sustentabilidade, uma iniciativa […]

Últimas

Bolsa do Porco – Semana 51/2020

Na mesma semana em que a Comissão Europeia apresentou as suas previsões para a próxima década, antecipando uma quebra da produção suinícola em 3% no velho continente até 2030, soube-se que no mês de Novembro foram abatidos […]