Pelo segundo ano consecutivo, a agricultura está no Nobel da Paz – Eduardo Oliveira e Sousa

Pelo segundo ano consecutivo, a agricultura está no Nobel da Paz – Eduardo Oliveira e Sousa

É justa a nomeação ao Prémio Nobel da Paz de quem, pela sua Visão, pelo seu trabalho, seguro da sua Missão e do bem comum que promoveu, tanto contribuiu para diminuir a fome à escala global.

Em 2020, o mais prestigiado prémio do mundo, o Nobel da Paz, foi atribuído ao Programa Alimentar da ONU. Na sua base está a produção agrícola de alimentos e o enorme esforço da FAO em fazer chegar às populações mais carenciadas do planeta bens alimentares que permitam combater a fome e a pobreza extrema.

O problema da alimentação de uma população crescente tenderá a agravar-se se o mundo não encontrar formas de aumentar a produção agrícola. O enorme desafio é a busca de soluções que permitam alcançar esse objectivo, promovendo, em simultâneo, os três pilares da Sustentabilidade: ambiental, económica e social.

Foi com este triângulo na mente que o Ministro da Agricultura do Brasil, Alysson Paolinelli, um jovem engenheiro agrónomo, na década de 70 do século passado, reconhecendo e confiante no valor do conhecimento, na eficácia da técnica e no poder da vontade dos homens, se lançou na aventura de transformar um país do tamanho de um continente, importador de alimentos e com uma população maioritariamente pobre e dependente,

Continue a ler este artigo no Observador.

Comente este artigo
Anterior "Três mil trabalhadores dos 10 mil trabalhadores no Perímetro de Rega do Mira não estão bem alojados"
Próximo UE prepara parecer favorável para derrogação de três anos nas exportações de conservas cabo-verdianas

Artigos relacionados

Cotações PT

Bolsa do Porco Semana 10/2021 – Subida de 0,080 euros

As sessões das bolsas europeias foram marcadas pela procura de equilíbrios entre as realidades distintas que atravessam a produção e a indústria. Se do lado da produção não há motivo […]

Sugeridas

Consultation européenne sur la Pac « La prochaine Pac n’interviendra pas avant 2023 » estime l’eurodéputé M. Dantin

« Fournir une alimentation de qualité et en quantité suffisante à 500 millions d’européens reste la première vocation de cette politique » ont déclaré Michel Dantin et Angélique Delahaye. […]

Nacional

Gigante da moda lança coleção com restos de fruta

Segundo a revista “Vogue”, a novidade está nos materiais usados: filhas de abacaxi (Piñatex), fibra de laranja e espuma de algas. […]