Ordem dos Engenheiros contra retirada da proteção e bem-estar animal da tutela da DGAV

Ordem dos Engenheiros contra retirada da proteção e bem-estar animal da tutela da DGAV

No contexto da proposta de retirar da tutela da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) a proteção e o bem-estar animal, entendeu a Ordem dos Engenheiros tomar a seguinte posição pública.

O bem-estar animal é uma competência de várias formações superiores, nomeadamente de engenheiros agrónomos e engenheiros zootécnicos, técnicos com formação superior, integrados na Ordem dos Engenheiros, tal como consagrado no Regulamento 420/2015, publicado em Diário da República de 20/07/2015, onde se encontram definidos os atos de engenharia passíveis de serem exercidos por membros da Ordem dos Engenheiros.

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV), bem como as entidades suas antecessoras, Direção-Geral dos Serviços Pecuários e Direção-Geral de Veterinária, tem vindo, com o contributo dos inúmeros profissionais que têm competências na área do bem-estar animal, entre os quais zootécnicos e agrónomos, a atualizar as normas regulamentares, contribuindo, assim, para uma melhoria significativa no controlo e fiscalização do cumprimento das mesmas nas espécies domésticas.

A Ordem dos Engenheiros, enquanto associação profissional representante dos engenheiros agrónomos e dos engenheiros zootécnicos, considera desajustada a intenção de retirar da tutela da DGAV a proteção e o bem-estar animal. No entender desta Ordem profissional, seria danosa a perda do conhecimento e experiência dos profissionais desta entidade, nomeadamente dos inúmeros engenheiros agrónomos e zootécnicos funcionários desta instituição, bem como para a zootecnia e para a ciência animal.
A separação de competências em nada abonará para o garante do bem-estar animal nas espécies domésticas.

Comente este artigo
Anterior Todo imperfecto: Casado responde a Sánchez y rechaza el presupuesto de la PAC y pide negociarlo a «cara de perro»
Próximo Ministra anuncia que animais de companhia deixam de estar sob a tutela da DGAV

Artigos relacionados

Nacional

Syngenta organiza jornada formativa sobre olival e lança novo herbicida Minsk

A Syngenta reuniu mais de 100 olivicultores e técnicos numa jornada formativa sobre olival, a 27 de Fevereiro, em Beja. Especialistas desta cultura apresentaram estratégias de proteção do olival contra pragas e doenças e a Casa do Azeite revelou que a produção de azeite em Portugal atingiu um volume recorde de 110.000 toneladas na campanha 2017-2018. […]

Últimas

Municípios alentejanos de fronteira perderam o apoio aéreo de combate a incêndios

Equipamento servia quatro concelhos e autarca de Moura considera que a região “fica completamente desprotegida”. […]

Dossiers

PS sob fogo do PSD e CDS por causa dos fundos comunitários

O eventual corte de 7% no próximo quadro financeiro plurianual foi um dos temas centrais do primeiro debate televisivo com os candidatos às eleições europeias, […]