O setor da Carne de Bovino de Espanha e Portugal reforçam as relações comerciais num fórum empresarial em Lisboa

O setor da Carne de Bovino de Espanha e Portugal reforçam as relações comerciais num fórum empresarial em Lisboa

Portugal é o principal mercado importador de Carne de Bovino de Espanha, a nível mundial com uma quota de mercado de 33% (em volume)

Portugal e Espanha partilham cultura, gastronomia e a paixão por ingredientes de qualidade. E também o Modelo de Produção Europeu, que defende as garantias de rastreabilidade, segurança alimentar, bem-estar animal e compromisso com o meio ambiente.

O setor de Carne de Bovino de Espanha e Portugal realizou ontem à tarde um importante encontro, em Lisboa, com o objetivo de estreitar as relações bilaterais e comerciais no mercado Ibérico. Empresas exportadoras e importadoras reúnem-se no Hotel Lapa Palace, com muitos pontos de interesse em comum: cultura e gastronomia, paixão por ingredientes de qualidade e apoio ao Modelo de Produção Europeu, que defende as garantias de rastreabilidade e segurança alimentar em benefício dos consumidores, bem-estar animal e respeito pelo meio ambiente.

A Organização Interprofissional Agroalimentar da Carne de Bovino (PROVACUNO) – entidade composta pelas principais organizações do setor produtor e do setor de transformação e comercialização – tem valorizado o interesse das empresas exportadoras espanholas em reforçar a colaboração com importadores portugueses, criando relações estreitas.

O diretor da PROVACUNO, Javier López, tem reforçado que Portugal, tal como Espanha, se caracteriza pela sua forte tradição pecuária, mas dado o défice na produção, precisa de importar carne de bovino de elevada qualidade para satisfazer a procura interna. De facto, Portugal é o principal destino das exportações espanholas de Carne de Bovino, com 39% na União Europeia e 33% do total mundial. Além disso, Espanha é o maior exportador de Carne de Bovino com destino a Portugal, com uma quota de 66% em volume.

“Portugal é o principal parceiro comercial de Espanha. Partilhamos cultura, história, gastronomia e uma forte ligação dada a proximidade. Tem perfeito conhecimento do Modelo Europeu de Produção e tem o máximo respeito pelo produto, e é por isso um parceiro comercial privilegiado”, afirma o diretor.

As empresas espanholas exportaram para Portugal 78.638 toneladas de Carne de Bovino em 2020, maioritariamente carne fresca (61.797 t), embora também exportem carne congelada, preparados de bovino e outros. As exportações atingiram em valor, 276,4 milhões de euros, com as carnes frescas em destaque, dado que representam, por si só, 217,44 milhões de Euros.

Este fórum empresarial em Lisboa insere-se na campanha de informação “Hazte Vaquero – Proud of EU Beef” (2020-2023) que, juntamente com o seu homólogo APAQ-VLAAM da Bélgica, visa reforçar a competitividade do setor europeu. Este programa, que inclui atividades informativas na Alemanha, Bélgica, Portugal, França e Espanha, levou também o setor a participar na ANUGA (de 9 a 13 de outubro em Colónia, Alemanha) com o objetivo de valorizar o modelo europeu de produção sustentável nesta feira, uma das maiores do mundo da indústria alimentar.

Carne europeia, um setor internacionalizado

A Europa é o principal mercado para exportação de Carne de bovino de Espanha, com uma quota de 87% em volume. Este setor está cada vez mais internacionalizado e expande-se para destinos não comunitários, depois de recentemente ter aberto novos mercados no Sudeste Asiático e no Médio Oriente.

Espanha exportou 158.187 toneladas de Carne de Bovino fresca ou refrigerada correspondente a 604.260.502 euros em 2020, sendo a UE o seu principal destino. No entanto, destinos não comunitários como a China, Argélia, Indonésia, Costa do Marfim, Marrocos, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Japão, Singapura ou Vietname, entre outros, estão a tornar-se cada vez mais relevantes.

Sustentabilidade e bem-estar animal

A PROVACUNO recorda que o setor está cada vez mais modernizado e profissionalizado e sabe responder às novas exigências dos consumidores, ao mesmo tempo que pretende contribuir como agente líder na concretização dos objetivos fixados pela UE na sua nova Política Agrícola Comum (PAC) e nas estratégias “Green Deal” e “From farm to fork”.

O compromisso com o bem-estar animal (a PROVACUNO publicou neste último ano uma das obras mais rigorosas, ambiciosas e objetivas do mundo, a Referência do Bem-Estar Animal na Carne de Bovino PAWS) e a sustentabilidade são fatores competitivos importantes para a carne de bovino europeia. As linhas de trabalho abertas por este setor começam a permitir, por exemplo, a redução progressiva das emissões, caminhando para o grande objetivo de alcançar a neutralidade climática até 2050 (estratégia Carne de Bovino Carbono Neutro 2050).

Em Espanha, o setor da carne de bovino é composto por 115.000 explorações – quase 40% estão localizadas em municípios em risco de despovoamento; 5,8 milhões de cabeças; 238 indústrias; 677.300 toneladas produzidas anualmente, com um valor superior a 3.000 milhões de euros; e mais de 132.000 empregos diretos, gerados principalmente na “Espanha Vazia”.

Recomendações de consumo saudável

As “Food-Based Dietary Guidelines in Europe” (FBDG), estabelecidas por cada Estado Membro da União Europeia, fornecem recomendações de consumo saudável com base na ciência, para cada grupo de alimentos, incluindo a Carne de Bovino. Nelas é estabelecida a recomendação de consumo adequada para cada Estado da União Europeia, tendo em conta, ainda, que são culturalmente aceitáveis ​​e práticos quando implementados.

Para conhecer detalhadamente as recomendações de consumo a nível quantitativo e qualitative, bem como as porções recomendadas, em cada País da União Europeia, visite esta página.

Comente este artigo
Anterior Aumentos dos combustíveis fazem disparar os custos de factores de produção para a agricultura
Próximo Comemorações dos 30 anos do Programa LEADER em Portugal

Artigos relacionados

Últimas

Moçambique vai ter primeira lei de agricultura no próximo ano

Moçambique vai ter a primeira lei da agricultura no próximo ano, como contributo para a melhoria do desempenho do setor e articulação entre as diferentes entidades da área, […]

Últimas

Ambiente e agricultura são áreas de “futuro e necessárias”, mas há cada vez menos alunos

São cada vez menos os alunos interessados em áreas como o paisagismo ou o território Andre Rodrigues

Em 2004, […]

Dossiers

Cotações – Bovinos – 12 a 18 de julho 2021

As cotações mais frequentes de novilhos e de novilhas, 12 a 24 meses, não se alteraram. Na região […]