O Ministro do Ambiente e da Ação Climática e o Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, visitam hoje a Mata Nacional de Leiria

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática e o Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, visitam hoje a Mata Nacional de Leiria

O Ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, e o Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Catarino, visitam hoje a Mata Nacional de Leiria (MNL).

Durante esta visita os governantes inteirar-se-ão dos trabalhos de recuperação realizados na MNL após o incêndio que, em 2017, devastou grande parte deste pinhal situado no concelho da Marinha Grande, catástrofe agravada pelo impacto do Furacão Leslie (outubro de 2018).

…..

Ações em curso na Mata Nacional de Leiria

Na sequência do incêndio de outubro de 2017, iniciaram-se de imediato na Mata Nacional de Leiria as ações com vista à recuperação da área afetada, que teve necessariamente como primeira fase o corte e remoção do material lenhoso ardido, resultante da devastação em cerca de 86% da superfície da mata.

Seguidamente, iniciou-se todo o processo de rearborização da área ardida, o qual obrigou e ainda impõe, uma coordenação dos meios humanos e materiais (equipamentos e máquinas) disponíveis, bem como de uma planificação rigorosa e cuidada de todos os trabalhos por parte do ICNF I.P., tendo em conta a dimensão da área afetada e todo um conjunto de operações a executar, nomeadamente limpeza e preparação do terreno, sementeira e/ou plantação, bem como em grande parte dos casos, o aproveitamento da regeneração natural de pinheiro bravo existente.

Em fevereiro de 2018, tiveram início as ações de rearborização artificial da área ardida com as iniciativas de voluntariado que foram promovidas por diferentes agentes da sociedade civil, iniciativas essas orientadas pelo ICNF através da elaboração de projetos florestais de base técnica e, em muitos casos, com a associação e empenho de meios próprios (recursos humanos, máquinas e/ou plantas).

A partir de outubro de 2018, o ICNF iniciou a execução de ações de plantação de maior escala territorial. Foram aprovados investimentos, para serem realizados de 2020 a 2022, que visam a rearborização de cerca de 2 521 ha de área ardida em 2017.

Até ao final de abril de 2020, a área rearborizada totalizava cerca de 1 177 ha.

Presentemente, estão em curso trabalhos de rearborização com a realização de operações de preparação do terreno e de plantação a executar em época propícia, no período de outono/inverno/primavera que se prolonga de novembro a abril.

Ministro do Ambiente salienta importância da regeneração natural do Pinhal de Leiria

Comente este artigo
Anterior Governo quer montarias com comunicação prévia e avança inventário
Próximo Ministro do Ambiente salienta importância da regeneração natural do Pinhal de Leiria

Artigos relacionados

Nacional

Portugal em risco de repetir super incêndios da Austrália, diz relatório

São “incêndios muito perigosos para a população e impossíveis de apagar, com um comportamento explosivo e extremo, que se propagam a grande […]

Nacional

Bragança investe 60 mil euros no combate à Vespa das Galhas do Castanheiro

O município de Bragança investiu 60 mil euros no combate à Vespa das Galhas do Castanheiro com largadas de parasitóides (‘Torymus sinensis’) nos locais reconhecidos com principais focos desta praga. […]

Últimas

Autarquia de Boticas atribuiu 13 mil euros em apoios aos produtores pecuários

A Câmara Municipal de Boticas entregou cerca de 13 mil euros em apoios à sanidade animal e produção pecuária no concelho. […]