NutriSapec agora é Tradecorp

No dia 1 de março de 2019 a NutriSapec, empresa do Grupo Sapec Agro Business especializada em nutrição especial de culturas passou a denominar-se Tradecorp.

A NutriSapec, fundada em 2008 e constituída por Gestores Técnicos de Fitonutrientes que cobrem todo o território nacional, assume agora uma nova marca, com nova imagem e novo logotipo, mantendo o que sempre pautou a sua presença no mercado português: proximidade ao agricultor e agilidade na disponibilização das melhores soluções ao nível da nutrição especializada e, dentro desta área, com uma especial incidência nos bioestimulantes.

Conforme a empresa recorda em comunicado “a Tradecorp, com sede e instalações industriais em Espanha, tornou-se parte do Grupo no ano 2000, o que marcou uma nova etapa de crescimento da empresa. A posição no mercado e a expansão internacional registaram um reforço considerável, com crescimentos médios (vendas) de dois dígitos ao ano”.

Da evolução do negócio faz parte a uniformização da estratégia a nível global, pelo que a afirmação da marca Tradecorp em Portugal é um passo natural e totalmente alinhado com esse propósito de alargamento ao nosso país do posicionamento internacional de referência de uma das empresas líderes na nutrição especial de culturas.

A Tradecorp conta atualmente com mais de 500 colaboradores nos cinco continentes e está presente em mais de 70 países em todo o mundo.

O negócio da nutrição vegetal é caracterizado pelo desenvolvimento e produção de diferentes nutrientes vegetais, focados na redução de deficiências nutricionais e na melhoria da produção agrícola, procurando ampliar a utilização do potencial genético máximo das culturas.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Linha de crédito para limpeza da floresta sem qualquer candidatura
Próximo Curso de Formação em Poda da Oliveira

Artigos relacionados

Últimas

Famalicão quebra isolamento para ir à feira: “Até desinfetamos com bagaço”

Centenas de pessoas foram à feira semanal de Famalicão para comprar comida. Comerciantes tinham máscaras para vender “coisinhas” da terra. […]

Últimas

Live: Como posso contribuir para a biodiversidade na minha propriedade?

Medidas de promoção e salvaguarda da biodiversidade numa exploração pecuária extensiva no Parque Natural do Vale do Guadiana por João Madeira, Sociedade Agrícola Vargas Madeira, Lda. […]

Últimas

Depois do Angus e da uva, dona do Pingo Doce aposta na laranja e borrego biológico

Este ano o retalhista alimentar conta investir entre 15 a 20 milhões de euros no agroalimentar. […]