Novo programa de aceleração “Azores Accel” abre candidaturas para empresas e startups do setor Agroalimentar

Novo programa de aceleração “Azores Accel” abre candidaturas para empresas e startups do setor Agroalimentar

Após o lançamento oficial do programa, em outubro do ano passado, o TERINOV – Parque de Ciência e Tecnologia da Ilha Terceira, a DRCT – Direção Regional da Ciência e Tecnologia e a BGI – Building Global Innovators anunciam a abertura das candidaturas para o programa “Azores Accel”, que irá acelerar e capacitar empresas e startups de base científica e tecnológica, nos setores Agroalimentar e da Bio-Economia. De julho a novembro de 2021, os participantes terão acesso a um ecossistema ideal para a testagem e implementação de projetos-piloto nos Açores. As candidaturas ao programa abrem hoje e os empreendedores interessados poderão inscrever-se até o final do mês de maio.

Com o objetivo de introduzir novas soluções e conhecimentos nos campos e promover os recursos endógenos da região, o novo programa de aceleração açoriano irá promover talento e conhecimento, apoiando os empreendedores no desenvolvimento de pilotos, no ganho de mercado e na procura de investimento. Esta iniciativa será promovida dos Açores para o Mundo e do Mundo para os Açores, destinando-se a startups, PMEs, universidades e especialistas de diferentes setores do ecossistema de inovação pertencentes a dois grupos: (i) empresários locais com o objetivo de internacionalizar os “negócios tradicionais” e (ii) fundadores internacionais que se queiram localizar nos Açores. Para que tal seja possível, será proporcionado um ecossistema único e favorável, no qual as empresas constituídas nos Açores poderão beneficiar de regimes fiscais regionais especiais: IRC 20% inferior e IRS até 30% inferior.

Os candidatos selecionados terão acesso a amplo leque de atividades técnicas e práticas de apoio ao negócio, incluindo dois Bootcamps. O primeiro Bootcamp será realizado em julho, na ilha Terceira, e terá uma duração de 5 dias. O segundo terá lugar em Lisboa no mês de outubro. Para além disso, as equipas participantes contarão com sessões de mentoria personalizadas, através de um programa híbrido (in loco e online) que decorrerá de julho a setembro de 2021. Nestas sessões, os inovadores receberão apoio nos seguintes temas: validação do modelo de negócio; preparação do piloto ou da prova de conceito; desenvolvimento das estratégias de marketing e vendas; criação/aperfeiçoamento do plano de investimento e transferência de novas tecnologias para o mercado global.

Ainda, durante todo o programa, os participantes terão acesso à rede TERINOV e BGI, através da qual poderão desenvolver parcerias corporativas comerciais e de investimento que transcendem barreiras geográficas.

Graças à estreita relação da BGI – spin-out do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) – com os Estados Unidos, os empreendedores terão portas abertas para mercados internacionais e acesso desbloqueado a clientes globais. Para André Glória, cofundador e CTO da Genviot, um dos principais benefícios de trabalhar com a BGI foi o acesso à sua rede de contactos. “As reuniões com os mentores estão a ser fenomenais e o networking e a troca de conhecimento são uma das principais coisas que estamos a realizar” – conta o ex-participante do BGI Accelerator. A aceleradora, com 11 anos de experiência no ecossistema de empreendedorismo, conta já com vários casos de sucesso no seu portfólio, incluindo sete exits e o mais recente unicórnio português: Feedzai.

As candidaturas ao programa Azores Accel deverão ser realizadas a partir da plataforma F6S, até o dia 31 de maio de 2021.

Comente este artigo
Anterior Álvaro Amaro pede respeito por regras e normas da UE na importação de produtos agrícolas
Próximo Município de Trancoso promove “Dia Aberto do Castanheiro” - 26 de abril

Artigos relacionados

Dossiers

Cova da Beira 2020 lança concurso para o co-financiamento de projetos de produção, transformação e comercialização agrícola

O instrumento de apoio ao desenvolvimento local COVA DA BEIRA 2020 gerido pela RUDE – Associação de Desenvolvimento Rural abriu o […]

Últimas

La pugna por los fondos para la PAC sigue abierta: Piden a los eurodiputados que pasen de las palabras a los hechos y aprueben mejoras

La pugna para conseguir más fondos para la PAC aún no ha terminado. El Parlamento Europeo, tras la adopción por parte del Consejo Europeo del Marco Financiero Plurianual 2001/207 y el Plan de Recuperación, […]

Nacional

Agricultores familiares e jovens agricultores vão ter acesso privilegiado a terras do Estado

O ministro da Agricultura anunciou que os agricultores familiares e os jovens empresários rurais vão ter acesso a terras do Estado e a linhas de crédito, […]