Navigator investe nos eucaliptos em Espanha devido a “restrições” e “hostilidade” em Portugal

Navigator investe nos eucaliptos em Espanha devido a “restrições” e “hostilidade” em Portugal

[Fonte: Jornal de Negócios]

João Castello Branco diz que “alinhamento sobre a continuidade do grupo Semapa é enorme”.

João Castello Branco, presidente da Semapa e CEO interino da Navigator, revelou em entrevista ao Expresso que as restrições ao eucalipto em Portugal, bem como a política fiscal atual e a “hostilidade” contra os empresários está a empurrar a companhia para Espanha.

“Investimos mais de 2 mil milhões em Portugal nos últimos 10 anos, no ano passado foram 250 milhões, somos em muita medida o maior investidor industrial deste país”, diz Castello Branco.

Contudo, “toda a perseguição, todas as dificuldades impostas a quem quer investir neste país, seja pelas restrições ao eucalipto, seja pela política fiscal imposta às empresas, seja o ambiente de crispação e de hostilidade que existe para com os empresários e para quem investe, preocupam-nos”.

O presidente da Semapa revela na entrevista ao Expresso que “estamos ativamente à procura de terras em Espanha para cultivar eucalipto e para suprir as necessidades que não podemos satisfazer em Portugal. Temos 500 hectares arrendados já em Espanha e dois a três comerciais a angariar hectares adicionais, temos mais 1000 no pipeline”.

“Se a política florestal que está em vigor em Portugal continuar não temos outro remédio senão importar mais. Iremos mais para Espanha porque está mais perto e fica mais barato, mas acredito que também continuaremos a ter de incrementar a percentagem que vem da América Latina”, acrescenta.

No relatório e contas de 2018 a Navigator tinha já revelado que, à semelhança do que já faz no território nacional, que se abastece de madeira proveniente de áreas arrendadas, está “atualmente a alargar estas áreas ao território espanhol”.

A Navigator está a importar “200 milhões de eucalipto” e a comprar 350 milhões de euros em Portugal, revela o CEO da Semapa, criticando a “discussão muito ideológica sobre o tema” dos eucaliptos em Portugal. “A associação que se faz do eucalipto aos incêndios é não factual, 80% da área que ardeu nos últimos anos, segundo o Instituto da Conversação da Natureza e das Florestas não é eucalipto, ardem matos incultos e pinheiro, o eucalipto é a terceira espécie que arde”.

“Alinhamento enorme”

Castello Branco assumiu a liderança interina na Navigator devido à saída de Diogo da Silveira, mas o CEO da Semapa revela que não há pressa em encontrar um substituto

“Serei presidente da Navigator de forma interina. Estamos ativamente à procura de uma substituição, é um processo estruturado em marcha. Não queremos ficar reféns dos tempos, é muito mais importante encontrar a pessoa certa do que estar a fazê-lo à pressa”, revela na entrevista ao Expresso.

Sobre o futuro do Grupo Semana após a morte de Pedro Queiroz Pereira, Castello Branco revela que “o alinhamento sobre a continuidade do grupo é enorme” e que as filhas do empresário “querem introduzir alguma modernização mas dentro de um quadro de continuidade”.

“Sinto-me bastante confortável com o facto de, além de cada uma das filhas ter herdado um terço do grupo, terem herdado também a filosofia de gestão e a visão do que o grupo deve e não deve ser”, explicou.

Comente este artigo
Anterior Portugal negoceia com Brasil venda de leite dos Açores
Próximo ‘Alqueva do Ribatejo’ vai avançar

Artigos relacionados

Sugeridas

Sogepoc e Syngenta unidas na preservação da Biodiversidade

Hoje, 22 de maio, comemora-se o Dia Internacional da Biodiversidade, sob o mote “As nossas soluções estão na Natureza”. A Syngenta assumiu o […]

Nacional

“Espero que não tenhamos de voltar a passar por uma situação como esta”

O primeiro-ministro, António Costa, agradeceu esta segunda-feira aos militares das Forças Armadas o trabalho desenvolvido durante a greve dos motoristas e manifestou a esperança de que o país não tenha de “voltar a passar por uma situação como esta”. […]

Últimas

A rega (pintar a paisagem de verde dá muito trabalho)

Com a rega me deito e com a rega me levanto. Por estes dias, é a minha sina e dos agricultores vizinhos com quem me cruzo quando vou ao campos “mudar a rega”. Nestes meses de verão, regar […]