Ministro da Economia defende certificação e inovação na agroindústria em Oliveira do Hospital

Ministro da Economia defende certificação e inovação na agroindústria em Oliveira do Hospital

O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, defendeu hoje, sábado, o reforço da certificação e inovação na agroindústria, tendo em conta que o setor atravessa “um bom momento”.

É nos bons momentos que se tem de apostar na certificação” dos produtos agropecuários, bem como na inovação e no investimento em geral, disse Caldeira Cabral, ao intervir, em Oliveira do Hospital, na abertura da 26.ª edição da Feira do Queijo Serra da Estrela.

Ao confirmar as suas ligações familiares à região do queijo com denominação de origem (DOP) da Serra da Estrela, disse que acompanhou “bem as dificuldades” dos pastores e das queijeiras, mas, em contrapartida, testemunha atualmente “as enormes oportunidades” deste produto endógeno.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, defendeu a necessidade de os poderes públicos incentivarem a produção do queijo DOP Serra d a Estrela, enquanto “produto diferenciador” de 18 municípios dos distritos de Coimbra, Castelo Branco, Guarda e Viseu.

Na opinião do autarca, importa valorizar este produto, apostando na inovação, mas “mantendo sempre a tradição” ancestral dos pastores e queijeiras da região.

O presidente da Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (ANCOSE), Manuel Marques, foi outro dos oradores da cerimónia de abertura da feira, que junta cerca de 250 expositores, em representação dos laticínios e de outros setores de atividade,

Manuel Marques, um dos agraciados pela autarquia local, salientou a ação de “todos aqueles que defendem quem trabalha humildemente” na terra.

O secretário de Estado das Florestas e Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, também esteve presente na sessão, em que intervieram representantes de diversas entidades, como o presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, Pedro Machado, e a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, Ana Abrunhosa, entre outros.

Comente este artigo
Anterior Jornadas do Arade vão falar das “controvérsias” na saúde e pescas
Próximo Marcelo espera “vastíssimo consenso nacional” sobre reforma florestal

Artigos relacionados

Notícias PAC pós 2020

Primer encuentro con el nuevo comisario europeo: ASAJA pide que no haya recortes y moderación al aplicar el capping

Comente este artigo
#wpdevar_comment_4 span,#wpdevar_comment_4 iframe{width:100% !important;}O artigo foi publicado originalmente em Agroinformacion – PAC.
Saiba tudo sobre a reforma da Política Agrícola Comum na nossa página de dossiers Futuro da PAC. […]

Nacional

Bruxelas aumenta o auxílio nacional aos agricultores até 25 mil euros

[Fonte: O Jornal Económico]

O montante máximo do auxílio nacional aos agricultores vai aumentar para 25 mil euros, […]

Últimas

Nove meios aéreos e 214 bombeiros combatem novo incêndio em Castelo Branco

Um novo incêndio deflagrou esta quarta-feira à tarde no distrito de Castelo Branco. De acordo com a página online da Proteção Civil, […]