Ministra da Agricultura visita Proleite: “Devemos apostar na inovação e na criação de valor no setor agrícola e na agroindústria”

Ministra da Agricultura visita Proleite: “Devemos apostar na inovação e na criação de valor no setor agrícola e na agroindústria”

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, visitou, hoje, em Oliveira de Azeméis, as instalações da Proleite, uma importante cooperativa com mais de 50 anos de atividade. A visita integrou também a ida à unidade fabril de produção de compostos para a alimentação animal, ao laboratório técnico e à central fotovoltaica da Proleite.

Os dirigentes e os produtores de leite presentes apresentaram diversas soluções inovadoras desenvolvidas para a promoção e valorização dos produtos lácteos e as suas preocupações decorrentes dos efeitos socioeconómicos da pandemia COVID-19.

A titular da pasta da Agricultura referiu a importância deste setor para o conjunto da economia e para as exportações portuguesas. “No leite e na manteiga registamos soberania alimentar e produzimos mais do que aquilo que consumimos, mas, no caso dos iogurtes e dos queijos, não somos autossuficientes. Por isso, reforço, mais uma vez: devemos apostar na inovação e na criação de valor no setor agrícola e na agroindústria”.

Ainda neste contexto, Maria do Céu Antunes sublinhou que o Ministério da Agricultura está ao lado do setor para que, “em diálogo, sejam traçadas políticas públicas e respostas eficazes que sejam capazes de acrescentar qualidade de vida aos nossos territórios, esbatendo desigualdades e valorizando os quadros cada vez mais qualificados e inovadores”. A Ministra afirmou que “os desafios são grandes, nomeadamente no desenvolvimento de uma agricultura que se quer cada vez mais verde, para estarmos alinhados com os vários instrumentos e políticas a nível nacional, a nível europeu e a nível mundial, sem comprometer a competitividade do setor e a resposta aos desafios societais que são colocados, designadamente com a alteração dos padrões de consumo”. Maria do Céu Antunes salientou ainda a relevância destes momentos de auscultação, designadamente no atual contexto: “Estamos aqui para ouvir o setor, para dialogar e debater com o setor, nomeadamente porque estamos, neste momento, a desenvolver aquilo que serão as linhas orientadoras da Política Agrícola Comum para o próximo ciclo de investimentos”.

Recorde-se que a produção de leite em Portugal tem um valor de 708M€, o que representa cerca de 9% da produção agrícola. O volume de produção tem-se mantido estável nos últimos 10 anos e mostrou grande resiliência e capacidade de adaptação durante esta pandemia.

Produtores de leite lançam apelo à ministra da Agricultura

Comente este artigo
Anterior Prémio Empreendedorismo e Inovação Crédito Agrícola está de volta
Próximo Incêndios: Mais de 3.000 contraordenações por incumprimento na limpeza da floresta - GNR

Artigos relacionados

Comunicados

FCTUC: Distribuição e bioecologia do percevejo asiático, inseto que se está a tornar uma praga de importância global, em análise na FCTUC

[Fonte: FCTUC]
“Distribuição e bioecologia do inseto polífago invasor percevejo asiático (Halyomorpha halys) na Europa – Um desafio para a produção integrada de fruteiras” é o tema do seminário que vai decorrer, […]

Últimas

Sismo na Madeira não provocou danos pessoais nem estragos avultados

“Felizmente não houve danos avultados, nem danos nas pessoas, nem ninguém ferido”, adiantou o governante, à margem de uma visita à […]

Ofertas

Oferta de emprego – Técnico-comercial para Fitossanidade – Engenheiro Agrónomo – Palmela

Biosani vai admitir um técnico-comercial para Fitossanidade. […]