Ministra da Agricultura visita a Primohorta

Ministra da Agricultura visita a Primohorta

A Ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque visitou as instalações da Primohorta no passado dia 27 junho. Na sua comitiva acompanhavam-na, o secretário geral dos assuntos parlamentares, o presidente da câmara do Montijo e o presidente da câmara de Alcochete entre outros.

“A Primohorta foi apontada como um exemplo no sector hortofrutícola, sector que apesar do contexto que vivemos, continuou a trabalhar e a acrescentar valor para a economia, registando-se inclusive um aumento nas exportações deste sector, de cerca de 10% relativamente ao período homólogo do ano passado”. A Ministra aproveitou para agradecer a todos os trabalhadores do sector agrícola, o esforço que fizeram para que nada faltasse na mesa dos consumidores.

A Ministra da Agricultura informou ainda que em conjunto com a DGS e com a DGAV foram criadas um conjunto de orientações especificas, especialmente direcionadas para a produção e para as centrais hortofrutícolas, com o objectivo de minimizar o risco de Covid-19. O papel fundamental das empresas do sector foi salientado pela Ministra : “ Todos somos agentes de saúde publica. É um dever e um direito. Uma missão de todos que a agricultura assumiu desde o primeiro momento”.

Paulo Leite gerente da Primohorta salientou a importância da existência de medidas, nomeadamente de equipamentos de proteção individual, e de distanciamento, medidas que a Primohorta tem implementado entre outras desde o início da crise Covid19, permitindo que se tenha mantido sempre a trabalhar, garantindo o abastecimento de produtos aos consumidores.

A Primohorta é uma sociedade por quotas, de responsabilidade limitada, que agrupa 11 sócios produtores, cada qual com uma quota igual. Reconhecida como Organização de Produtores tem a produção centrada nos distritos de Santarém e Setúbal, nomeadamente nos concelhos de Salvaterra de Magos, Alcochete e Montijo, onde está sediada. A Primohorta preocupa- se em produzir alimentos de elevada qualidade, com práticas sustentáveis que respeitam o Homem, e o Ambiente, e que contribuem para o desenvolvimento económico e social.

Comente este artigo
Anterior Fruticultores das Caldas preparam-se para apanha da fruta com “rigorosas medidas sanitárias”
Próximo UE quer proibir munições de chumbo nas áreas húmidas. Caçadores dizem que Regulamento tem “abordagem claramente contrária ao Direito da UE”

Artigos relacionados

Comunicados

Las casas rurales ya admiten bitcoins

Madrid, 31 de mayo de 2018.- Desde que en 2009 comenzara a hablarse de los Bitcoin, este término ha estado cada vez más presente en numerosos artículos económicos pero también en la vida de los consumidores. El uso de esta moneda como alternativa al pago en efectivo en cierto […]

Nacional

Detetada babesiose em ovinos no Reino Unido

A Babesia venatorum (B. venatorum), conhecida vulgarmente por doença da febre da carraça, foi detetada, pela primeira vez, em ovinos do Reino Unido, […]

Eventos

Webinar 30 anos CEACV – Agricultores: guardiões do ambiente – 18 de setembro

No âmbito do ciclo de tertúlias relacionadas com a celebração dos 30 anos da Casa-Escola Agrícola Campo Verde, amanhã, sexta-feira, dia 18 de setembro, irá realizar-se nas instalações da CEACV, […]