Ministério da Agricultura alerta para a entrega de sementes não solicitadas pelo correio

Ministério da Agricultura alerta para a entrega de sementes não solicitadas pelo correio

O Ministério da Agricultura alerta para o envio, por via postal, de pequenos pacotes de sementes, não solicitados, provenientes de países asiáticos. Esta situação está também a ser reportada em vários países da União Europeia e por países terceiros.

As embalagens não estão identificadas como contendo sementes e, para além das sementes de várias espécies vegetais, constatou-se que estas poderão ainda conter solo, larvas mortas ou, ainda, estruturas de fungos.

Nenhuma destas embalagens vem acompanhada de Certificado Fitossanitário, documento que atesta o cumprimento de exigências fitossanitárias do país, o que acarreta sérios riscos do ponto de vista da sanidade vegetal, pela possibilidade de veicularem pragas e doenças ou ainda pelo perigo de se tratarem de espécies nocivas ou invasoras.

Solicita-se, a todos os que recebam embalagens de sementes não solicitadas, que não as semeiem, nem as coloquem no lixo. Pede-se, assim, que as mesmas sejam entregues num serviço regional da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária ou numa Direção Regional de Agricultura e Pescas. Caso não seja possível a entrega em mãos, agradece-se que estas sementes sejam enviadas, com a embalagem original, incluindo a etiqueta de expedição, para a Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV, Campo Grande 50 – 1700-093 Lisboa), devendo ser indicado um contacto tendo em conta a eventual necessidade de recolha de esclarecimentos adicionais.

A imagem pode conter: texto que diz "Alerta Entrega de sementes não solicitadas pelo correio www.portugal.gov.pt Caso receba, por correio, embalagens de sementes não solicitadas: Não as semeie, nem as coloque no lixo. Entregue as mesmas num serviço regional da Direção-Gera de Alimentação Direção Regional de Agricultura Pescas. Veterinária ou numa adicionais. Se não conseguir garantir a entrega nestes locais, proceda ao respetivo envio, com a embalagem original incluindo a etiqueta de expedição, para Direção-Geral de Alimentação Veterinária (DGAV, Campo Grande 50 1700-093 Lisboa). Deverá indicar um contacto para recolha de esclarecimentos REPÚBLICA PORTUGUESA AGRICULTURA"

Comente este artigo
Anterior Vendas dos Vinhos de Lisboa sobem 15% entre junho e agosto
Próximo Incêndios: 'Drones' da Força Aérea operam a partir da Lousã, Beja e Mirandela

Artigos relacionados

Últimas

Costa classifica como “gostoso” apoio da UE para Centeno concluir orçamento do euro

O primeiro-ministro, António Costa, classificou como “agridoce” o Conselho Europeu que termina esta sexta-feira em Bruxelas, pela falta de acordo nalgumas áreas, […]

Sugeridas

Os acidentes fisiológicos ligados à nutrição da vinha

Introdução

Em viticultura, podem aparecer, com alguma frequência, os três acidentes fisiológicos, que vamos descrever, cuja origem por vezes desconhecida, podem afectar a produção. […]

Nacional

CEBAL vê quatro novos projetos de Transferência de Conhecimento e Tecnologia aprovados

O CEBAL recebeu, recentemente, a notificação da aprovação de quatro novos projetos na área da Transferência de Conhecimento e Tecnologia, financiados pelo Programa Operacional Regional do Alentejo – […]