Mês de abril | Muito quente em Portugal

Mês de abril | Muito quente em Portugal

As temperaturas médias em abril de 2021 variaram consideravelmente em toda a Europa. Verificaram-se valores inferiores ao valor médio em grande parte dos países (Fig. 1), no entanto no extremo leste do continente e na parte oeste da Península Ibérica o mês de abril foi mais quente que o normal.

Em relação à precipitação o mês foi mais seco do que a média na parte oeste e sudeste do continente europeu, enquanto na maior parte da Europa Oriental e em partes da Península Ibérica verificaram-se condições mais húmidas do que a média.

Desta forma o mês de abril, em Portugal continental, classificou-se como muito quente em relação à temperatura e normal em relação à precipitação (Fig. 2).

O valor médio de temperatura média do ar, 15.01 °C, foi 1.85 °C superior ao valor normal 1971-2000 Valores de temperatura média do ar superiores aos agora registados ocorreram em 15 % dos anos desde 1931.

O valor médio de temperatura mínima do ar, 9.76 °C, foi o 10º mais alto desde 1931 (mais alto em 1945: 11.18 °C), com uma anomalia de +1.63 °C.
O valor médio de temperatura máxima do ar, 20.25 °C, também foi superior ao valor normal, +2.07 °C e foi o 5º mais alto desde 2000 (mais alto em 2017: 23.27 °C).

Quanto à precipitação o valor médio em abril, 82.5 mm, foi muito próximo do valor normal 1971-2000 e corresponde a 105 %, verificando-se contrastes importantes na distribuição espacial. Em geral, nas regiões do Norte e Centro os valores de precipitação foram superiores ao normal e no Sul foram inferiores; em particular, no Algarve a percentagem de precipitação foi inferior a 50% do valor médio.

Durante o mês ocorreram aguaceiros, por vezes, de granizo e acompanhados de trovoada por todo o território, sendo localmente fortes nos períodos 8-10, 13-16 e 23-28, este último período foi devido à depressão LOLA.

De acordo com o índice PDSI no final de abril verificou-se um aumento da área e da intensidade da seca meteorológica na região Sul, sendo de realçar a região do Algarve em seca moderada.
A distribuição percentual por classes do índice PDSI no território é a seguinte: 5.8 % chuva fraca, 74.7 % normal, 11.9 % seca fraca e 7.6% seca moderada.

Este documento trata-se de um resumo, para conhecer o boletim climatológico do mês com a informação completa, aguarde até à sua publicação no link: https://bit.ly/3p0J104

O artigo foi publicado originalmente em IPMA.

Veja a previsão do tempo e a melhor altura para pulverizar na nossa página de Meteorologia powered by Syngenta.

Comente este artigo
Anterior A importância dos sistemas de transporte dos bioagentes para a aplicação no terreno
Próximo Luta biológica contra a vespa que ameaça os castanheiros abrange 89 municípios

Artigos relacionados

Dossiers

Projeto europeu de rótulos eletrónicos conta com Sogrape

A Sogrape confirmou estar a dar passos no sentido de disponibilizar rótulos eletrónicos nos seus vinhos e bebidas espirituosas, numa iniciativa pioneira a nível europeu. […]

Últimas

Vacas para produção de carne são as que mais produzem metano em Portugal

Cerca de 43% do metano emitido em Portugal vem da agropecuária e são as vacas para consumo de carne que mais emitem. […]

Dossiers

Manual Prático de Avaliação de Impacte Ambiental

A Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), enquanto Autoridade Nacional do Regadio (D.R. nº 8/2007 de 27 de […]