Mau Tempo: PSD questiona Governo sobre apoios aos agricultores de Vila Real

Mau Tempo: PSD questiona Governo sobre apoios aos agricultores de Vila Real

O PSD questionou hoje o ministério da Agricultura sobre as medidas que estão a ser equacionadas para ajudar os produtores afetados pela intensa queda de granizo em Vila Real.

Através de uma pergunta entregue na Assembleia da República, os deputados do PSD questionaram a ministra da Agricultura sobre o “fenómeno climático extremo, de chuva forte acompanhada de granizo” que, na segunda-feira, “provocou uma devastação profunda em algumas culturas agrícolas localizadas nos vários concelhos de Vila Real, inseridas na região do Douro”.

“A intensidade do episódio foi de tal forma severa que se estimam elevados prejuízos em vinhas, inclusive nas localizadas na Região Demarcada do Douro, em culturas perenes de fruticultura e em culturas temporárias”, referiram os parlamentares.

O PSD citou agentes locais que se queixam de que “as produções agrícolas na vinha e em outras culturas estão comprometidas na sua quase totalidade para o presente ano” e referiu que “será necessário o restabelecimento de diversas infraestruturas agrícolas, bem como em estradas, muros e caminhos”.

O Ministério da Agricultora informou que as equipas da Direção Regional da Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN) foram esta manhã para o terreno “para proceder ao levantamento dos prejuízos causados, que servirão de base às medidas a adotar”.

O PSD quer saber qual o valor da avaliação dos prejuízos efetuada, qual o prejuízo na área da vinha e qual a área afetada localizada na Região Demarcada do Douro.

Os deputados questionaram ainda o ministério sobre quais as freguesias e concelhos abrangidos no levantamento dos prejuízos, qual o prazo previsto para definir as medidas adotar, que tipo de medidas estão a ser equacionadas e se estão ou não a ser ponderadas ajudas específicas por tipo de cultura.

Ao final da manhã, a DRAPN informou que foram avaliados cerca de 400 hectares de vinha nas freguesias de Guiães e Abaças, em Vila Real, com cerca de 60% de prejuízos estimados.

Ao final da tarde de segunda-feira, e durante vários minutos, caiu granizo com muita intensidade, descrito como sendo do tamanho de nozes ou de bolas de pingue-pongue no território de Vila Real, acompanhado de chuva intensa.

O mau tempo provocou estragos em vários setores da economia, como a agricultura, atingindo vinhas inseridas na Região Demarcada do Douro, em árvores de fruto, como maçãs e cerejas, e ainda produtos hortícolas.

Há ainda relatos de estragos em carros de particulares e em stands de venda de veículos, até em coberturas de casas e armazéns devido à dimensão das pedras de granizo.

Comente este artigo
Anterior Incêndio destrói armazém de maior produtor de ovos de Angola
Próximo Presidente do Governo defende, no Dia Mundial do Leite, certificação do produto Açoriano

Artigos relacionados

Últimas

Oferta de estágio – Agrónomo – Mértola

A Cooperativa Agrícola do Guadiana CRL está a recrutar um(a) estagiário(a) ao abrigo da Medida Estágios ATIVAR.PT – Estágio IEFP. […]

Notícias inovação

Investigação aposta na valorização de produtos e subprodutos agrícolas

Escolhemos cinco projetos de investigação, que receberam Bolsas de Ignição, no âmbito do Programa INOV C 2020, para ilustrar a aposta que muitos centros nacionais de investigação fazem cada vez mais na área agroalimentar. […]

Cotações PT

Cotações – Bovinos – Informação Semanal – 30 Novembro a 6 Dezembro 2020

As cotações médias nacionais, mais frequentes, de novilhas e de novilhos, 12 a 24 meses, não se alteraram. […]