Mais de mil operacionais combatem chamas de Vila de Rei e Mação

Mais de mil operacionais combatem chamas de Vila de Rei e Mação

Mais de mil operacionais, apoiados por 319 viaturas, combatem o fogo de Vila de Rei e Mação, que já causou um ferido grave, disse fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

A mesma fonte indicou não haver avanços significativos em relação à última conferência de imprensa [às 00h00 de hoje em Lisboa] da Proteção Civil, durante a qual o comandante do Agrupamento Centro Sul admitiu a possibilidade de o fogo ficar dominado nas próximas horas.

“O incêndio está a ceder significativamente ao esforço de combate. Isto significa que a reafetação [de meios] começa a dar os frutos que tínhamos planeado”, afirmou o comandante Belo Costa, no último ponto de situação.

Vários incêndios deflagraram no distrito de Castelo Branco ao início da tarde de sábado. Dois com origem na Sertã e um em Vila de Rei assumiram maiores dimensões, tendo este último alastrado, ainda no sábado, ao concelho de Mação, distrito de Santarém.

Chamas atingiram casas

O incêndio de Vila de Rei e Mação é o único que continua por controlar e tem mobilizado várias centenas de operacionais e de meios de combate.

Um civil ficou ferido com gravidade neste incêndio e está internado no hospital de São José, em Lisboa.

Há ainda nove feridos ligeiros e mais de duas dezenas de pessoas foram assistidas no terreno pelas equipas do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM).

As chamas também já atingiram habitações, num número ainda não quantificado pelas autoridades, depois de durante a tarde de domingo as chamas terem ameaçado dezenas de aldeias, segundo autarcas.

Outro fogo, em curso no concelho de Penedono, foi dado como dominado às 2h45.

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Comente este artigo
Anterior Crise climática: esta ameaça já aquece o presente — e o planeta
Próximo "A única coisa estranha é o ministro usar incendiários como desculpa para fugir da responsabilidade"

Artigos relacionados

Últimas

Bombeiros dominam fogo em Odemira

O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Beja disse à agência Lusa que o fogo, na freguesia de São Luís, […]

Últimas

CEBAL inicia novo projeto de promoção do conhecimento e competitividade do amendoal no Alentejo

O Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL) iniciou um novo projeto intitulado “Inov-Amendo-AL: Microenxertia in vitro de amendoeiras selecionadas para a promoção do amendoal no Alentejo”. […]

Últimas

“Primeira Mão”: Grupo Amorim lança projeto para crescimento mais rápido de sobreiros

Grupo avança com projeto de intervenção florestal para permitir ciclos de produção de cortiça mais curtos – e com mais sobreiros por hectare. […]