Madeira: Orçamento Regional assume a agricultura como investimento

Madeira: Orçamento Regional assume a agricultura como investimento

O Grupo Parlamentar do PSD destacou, hoje, a agricultura e o desenvolvimento rural como um eixo estruturante no desenvolvimento económico e sustentado da Região.

Um reconhecimento que, conforme realçou o deputado Nuno Maciel, é traduzido no Orçamento da Região para 2021 com 58 milhões de euros afetos a este setor, o que representa um acréscimo de quase 30% face ao presente ano.

Numa visita a uma exploração de banana, na Ribeira Brava, Nuno Maciel sublinhou que o Governo Regional, com este reforço orçamental, dá um sinal claro da importância que este setor tem no futuro da Madeira e dos madeirenses.

Segundo o deputado, cerca de 60% destes 58 milhões são destinados aos investimentos do plano, o que significa que são mais de 34 milhões de euros para investir em projetos de desenvolvimento da agricultura e do mundo rural.

Para Nuno Maciel, estes números são uma evidência da “opção estratégica” do Governo Regional, no sentido de diversificar a economia da Região, procurando atrair mais oportunidades de investimento num setor vital para a qualidade de vida e para a redução da nossa dependência com o exterior.

Um bom exemplo desta visão que o Governo Regional tem para a agricultura, segundo o deputado, é a exploração hoje visitada pelo Grupo Parlamentar. Uma exploração de banana em modo biológico, resultante de um investimento privado, mais mecanizada e que vem dar mais garantias e qualidade a quem compra e também mais qualidade de vida a quem investe no setor, o qual tem sido fortemente incentivado através dos apoios do PRODERAM e do orçamento da Região.

“Entendemos que este é o caminho que devemos seguir e que devemos manter, que é o de tornar a agricultura cada vez mais sustentada e sustentável, de modo a que possamos atrair quadros mais jovens e, acima de tudo, pessoas mais formadas e mais capacitadas, para este setor, podendo olhar para ele como uma área de investimento, de diversificação da economia e de qualidade de vida”, afirmou.

Desta forma, acrescentou, será possível “trazer escala ao mercado, fazendo com que os produtos se tornem mais competitivos e com que o consumidor se sinta mais atraído”.

Comente este artigo
Anterior Terminam hoje as candidaturas ao PDR 2020
Próximo Governo quer montarias com comunicação prévia e avança inventário

Artigos relacionados

Últimas

The Cost of SPA

Quinta da Cholda has gradually been introducing some Precision Agriculture (PA) techniques on its 500-hectare corn farm. […]

Últimas

Sogrape compra quinta em Bucelas

A Sogrape anunciou a aquisição da Quinta da Romeira, em Bucelas, propriedade que marca a entrada do líder de mercados dos vinhos em Portugal na região de Lisboa. […]

Internacional

Eurostat: New edition of publication on agriculture

The 2020 edition of Agriculture, forestry and fishery statistics is now available. The flow of the publication extends from the EU’s farms, through the processing and manufacture of food and beverages and their distribution, to their […]