Miguel Silva Luís Mira: “Onde está a democracia? O PAN tem 52 mil votos e só caçadores há 250 mil”

Luís Mira: “Onde está a democracia? O PAN tem 52 mil votos e só caçadores há 250 mil”

Para o secretário-geral da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), os resultados das autárquicas vieram pôr a nu o funcionamento deficiente da democracia em Portugal: ‘O que se vê nestes resultados é uma imposição do estilo de vida das cidades a 80% do território, que é rural’.

O secretário-geral da CAP receia que o Governo ceda a determinadas questões que têm custo zero para os cofres do Estado, mas que podem prejudicar em muito os agricultores, para fazer passar o Orçamento de Estado de 2022. Em relação à polémica em torno das estufas em Odemira, lembra que cabe ao Estado fiscalizar. E Luís Mira questiona: ‘Ainda agora deixou fugir João Rendeiro, que capacidade é que o Estado tem para tomar conta dos cidadãos? Nenhuma?’.

Como está o setor?

O nosso volume de exportação de frutas e hortícolas cresceram muito e se não fosse a pandemia acredito que no próximo ano ultrapassaria os dois mil milhões, mas mais dois anos acredito que irá ultrapassar esse valor. As exportações de frutos e hortícolas valem mais do que o têxtil e o calçado juntos.

Mas fala-se mais nos outros setores…

Se calhar é mais sexy e mais atrativo do que o nosso. Mas agora a agricultura começa a ser. As pessoas estão mais preocupadas com os alimentos e com aquilo que comem. Hoje, todos querem cozinhar, há programas televisivos de culinária, os chefs tornaram-se figuras públicas. Mas ainda não chegámos a quem produz para os chefs brilharem. E não há chef nenhum que consiga fazer um bom prato se não tiver bons produtos. Então, se calhar, quem devia ser a estrela é quem produz esses bons produtos. Acho que é uma questão de tempo até as coisas irem no sentido da origem. Há 30 anos quem é que queria ser cozinheiro? Agora há uma grande atratividade para esse tipo de […]

Continue a ler este artigo no Jornal SOL.

Comente este artigo
Anterior Cimeira da biodiversidade começa na segunda-feira entre desconfiança e otimismo moderado
Próximo Exportadora de canábis investe 25 milhões em Portugal

Artigos relacionados

Últimas

Produtor de cogumelos Sousacamp vendido a fundo de recuperação de empresas

A gestora de capital de risco CoRe Equity notificou a Autoridade da Concorrência (AdC) da compra da Varandas de Sousa, principal empresa da Sousacamp, […]

Últimas

Águas de Portugal lança estratégia Inovação 360º com projetos de reutilização de água

O Grupo AdP – Águas de Portugal apresenta hoje a estratégia Inovação 360º assente em projetos de uso de água para reutilização na agricultura e avaliação de riscos de incêndios com […]

Dossiers

Cotações – Cereais – Informação Semanal – 6 a 12 Janeiro 2020

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Milho Grão
Na presente campanha (2019-2020), em Portugal continental, registou-se uma estabilização da área semeada com milho, […]