Lançada plataforma “Merc@do de Sabores e Saberes Mirandeses”

Lançada plataforma “[email protected] de Sabores e Saberes Mirandeses”

O Município de Miranda do Douro, lançou o “[email protected] de Sabores e Saberes Mirandeses”, por forma a dar uma solução concreta, no que respeita ao escoamento de produtos, originários do território, que se distinguem pela sua originalidade e especificidade, permitindo construir uma relação de confiança, aliando qualidade ao saber-fazer local, proporcionando ao consumidor uma maior proximidade com a região e contribuir para o seu reconhecimento e desenvolvimento.

A iniciativa surge, perante o contexto adverso derivado da Pandemia Covid 19, em parceria com a empresa tecnológica Medidata e com a colaboração da ACIMD – Associação Comercial e Industrial de Miranda do Douro e da Sabores de Miranda – Associação de Produtores Gastronómicos das Terras de Miranda. Tenciona ir de encontro às necessidades de todos os que pretendam aceitar o desafio do marketing digital e aproveitar as adversidades como rampa de lançamento para uma estratégia inovadora, em que empreender adquire um novo significado.

Nesta fase de lançamento, são privilegiados os produtos locais, os tradicionais e aqueles de âmbito regional que vão ao encontro da identidade mirandesa, estando representados dez produtores, quatro cooperativas, doze artesãos e cinco comerciantes.

No entanto, esta é uma lista dinâmica que vai sendo atualizada, em permanência, de acordo com os novos registos. Pretende ser uma amostra do melhor que a região tem para oferecer, sendo promovido um conjunto diversificado de produtos de excelência, símbolos identitários do território mirandês. perfeitamente adaptados aos contextos ambientais e aos condicionalismos existentes.

A Plataforma está disponível no seguinte link: https://mercadosaboresesaberesmirandeses.pt/

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior Peras e maçãs portuguesas já podem ser exportadas para Singapura
Próximo Carlos Neves: O consumidor está longe do agricultor e quem está longe da vista fica longe do coração

Artigos relacionados

Nacional

Os efeitos da seca extrema no olival Português – Rita Braz Frade

O ano de 2016 foi seco. O ano de 2017 está a ser muito seco. No final do mês de Setembro cerca de 81% do território estava em seca severa e 7,4% em seca extrema, […]

Últimas

Consumidores querem qualidade nos produtos frescos. Quais são as estratégias da Distribuição?

É consensual que vivemos num mundo globalizado em que as modas e tendências mudam a uma velocidade vertiginosa, mas é também neste mundo que se movimenta um consumidor cada vez mais consciente e informado, […]

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Agrónomo – Lagoa

Procura-se Engenheiro ou Técnico Agrónomo com as seguintes competências: […]