IVDP quer compromisso para a sustentabilidade no Douro

IVDP quer compromisso para a sustentabilidade no Douro

O Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP) quer assinar uma declaração conjunta que visa empreender uma abordagem estratégica e desenvolver políticas que criem condições para uma implementação efetiva da sustentabilidade ambiental, social e económica na Região Demarcada do Douro, no Entreposto de Vila Nova de Gaia e, genericamente, em todo o vale do rio Douro.

Todos os 21 municípios da Região Demarcada do Douro acederam a este compromisso, assim como os municípios do Porto e de Vila Nova de Gaia. As instituições de ensino universitário e politécnico com área de influência na RDD, a DRAPN, a DRCNFN e a CCDRN também se vão associar a esta assinatura.

O Instituto pretende envolver, não apenas os municípios, mas também as universidades e institutos politécnicos, os centros de conhecimento e instituições públicas, na construção de soluções sustentáveis, que promovam o crescimento assente nos pilares económico, social e ambiental, através do debate de ideias e compreensão das realidades regionais.

A subscrição desta Declaração pela Sustentabilidade, ocorre durante o Congresso Douro & Porto – Memória com Futuro, que o IVDP organiza entre os dias 19 e 22 de julho e se realiza na Alfândega do Porto e no Museu do Douro prevendo-se a transmissão online de todo o evento. Este Congresso é de inscrição gratuita, mas obrigatória, num espírito de serviço público que se pretende prestar.

Ao longo de quatro dias vão ser discutidos temas estratégicos com forte impacto, como a evolução e os grandes desafios para o futuro próximo da Viticultura e da Enologia à escala mundial, os desenvolvimentos recentes das Neurociências relacionados com integração cognitiva e multissensorial e a sua importância no futuro próximo da indústria do vinho, o impacto económico do Enoturismo no desenvolvimento de Regiões Vitivinícolas.

Serão tratados, ainda, os recentes desenvolvimentos na inovação em mecanização da vindima nas vinhas com declives acentuados, as alternativas para o futuro da implantação da vinha sustentável, e o que de mais recente se sabe sobre transição digital no setor vitivinícola. No âmbito da Sustentabilidade, serão abordados estudos sobre as dinâmicas hídricas para aproveitamento de recursos, sobre a biodiversidade e diversidade genética; o potencial das castas do Douro como alternativa aos antibióticos com aplicabilidade clínica, entre outras matérias da maior atualidade.

Comente este artigo
Anterior Carta para Sustentabilidade da Região Demarcada do Douro junta mais de 30 instituições
Próximo Parque Temático da Madeira recria tradição das tosquias

Artigos relacionados

Nacional

PSD quer ouvir na AR gestora afastada do Programa de Desenvolvimento Rural

O partido defende que a decisão do Governo acontece “numa altura crucial de encerramento” do PDR 2020, “face complexos desafios que a crise […]

Nacional

Incêndios: Tribunal de Contas conclui que faltam concretizar medidas aprovadas em 2017

As medidas de prevenção e combate aos incêndios rurais decididas após os grandes fogos de 2017 “ainda não foram completamente concretizadas”, existindo várias áreas que […]

Dossiers

Sim, chef?

A gastronomia portuguesa está em rota ascendente e afirma-se cada vez mais no panorama internacional. É certo que o país está na moda e que o mundo descobriu os encantos lusos, […]