Isabel Carvalhais apoiou a iniciativa de cidadania europeia End The Cage Age no Parlamento Europeu

Para a eurodeputada é fundamental que a legislação seja alterada e que os produtores sejam apoiados na transição.

A eurodeputada Isabel Carvalhais juntou a sua voz ao movimento End the Cage Age (Acabar com as gaiolas) durante a apresentação da iniciativa de cidadania europeia (ICE) no Parlamento Europeu, defendendo que a Comissão Europeia termine com a produção pecuária em gaiolas.

Olhando para esta Iniciativa, gostaria de sublinhar que a produção pecuária é parte do nosso sistema alimentar, mas tal facto não pode ser sinónimo de objetificação dos animais, da negação da sua existência como seres sencientes, capazes de sentir e de sofrer”, enfatizou Carvalhais.
Para a deputada portuguesa, o confinamento intensivo dos animais em gaiolas representa “uma vida inteira de restrição, de completa impossibilidade de expressarem os seus comportamentos naturais, prejudicando o seu bem-estar, reduzindo-os a meras “coisas” o que não é de todo aceitável”.

Declarou ainda que a revisão da legislação do bem-estar animal, prevista no âmbito da Estratégia Do Prado ao Prato, é uma oportunidade para promover o fim dos sistemas de produção em gaiolas. Contudo, realçou “ser necessário o apoio aos agricultores para que essa transição se faça”.

Isabel Estrada Carvalhais revelou a sua convicção de que “a discussão hoje, já não é em torno de saber se fazemos ou não essa transição, mas sim em torno de como a podemos concretizar”.

OS FACTOS NA EUROPA E EM PORTUGAL

De acordo com a Iniciativa de Cidadania Europeia End the Cage Age, mais de 300 milhões de animais de criação são criados em gaiolas em toda a Europa. Mais de 170 organizações e 1,5 milhões de cidadãos solidários em toda a Europa, uniram esforços para reforçar esta iniciativa como forma de influenciar os legisladores.

A Iniciativa reuniu quase 14.000 subscritores em Portugal, onde mais de 12 milhões de animais são mantidos em gaiolas, numa das percentagens mais elevadas na União Europeia neste sistema de produção.

Em 15 de julho, a Comissão da UE vai decidir se iniciará um processo legislativo para proibir a criação em jaulas.

Nota enviada por Isabel Carvalhais.

Comente este artigo
Anterior A Emenda 171 - ou por uma maior clareza do quadro legal!
Próximo Exportação de vinhos portugueses cresce quase 3% até fevereiro para 121 ME

Artigos relacionados

Sugeridas

Pedido único de Ajuda 2018 – Apresentação de candidaturas

[Fonte : IFAP]

O período de apresentação das candidaturas ao Pedido Único (PU), para o ano de 2018, […]

Sugeridas

Portugal recebe “Fórum para o Futuro da Agricultura” a 26 de maio

O “Fórum para o Futuro da Agricultura” (FFA), a conferência internacional onde Agricultura e Ambiente se encontram para um diálogo aberto, vai ter lugar a 26 de Maio, em Santarém […]

Últimas

Aumento de javalis ameaça o presunto

Caçadores alertam para a importância de intensificar o abate de javalis, para prevenir a entrada em Portugal da peste suína africana, contestando a decisão do Governo em acabar com a caça em grandes propriedades muradas […]