Iogurtes DaVaca reconhecidos como artesanais

Iogurtes DaVaca reconhecidos como artesanais

O produtor dos iogurtes “DaVaca Laticinios do Monte” – empresa APECO Agro-Pecuária Coelheirinhas, Lda. – sedeada na Herdade das Coelheirinhas em Elvas, recebeu este mês a designação estatuto de “unidade produtiva artesanal”.

Depois de ter iniciado a aventura da produção de iogurtes em 2014, a empresa recebeu agora o reconhecimento de fabricar um produto artesanal pelas características de produção de excelência.

Em comunicado a empresa explica que “a elaboração de iogurtes distingue-se pelo uso de leite integral da própria vacaria sem adição de natas ou leite em pó. O processo de fabrico é em grande parte manual e a combinação com compotas típicas resulta num iogurte com faz lembrar aos iogurtes de antigamente”.

E é na mesma nota que os empresários demonstram a satisfação com que podem anunciar que “os iogurtes DaVaca são agora formalmente reconhecidos como artesanais, denominação que reflete perfeitamente o carácter único deles!”.

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Comente este artigo
Anterior Investigação estuda qualidade e benefícios de alimentos portugueses e espanhóis
Próximo Touro Brangus impressiona pecuaristas brasileiros e argentinos

Artigos relacionados

Últimas

Costa escolhe orçamento comunitário para 2021-2027 para tema do debate quinzenal

O primeiro-ministro manifestou já a sua oposição à última proposta para o orçamento comunitário feita pela presidência finlandesa para o período entre 2021-2027, […]

Nacional

Rede Rural leva workshop sobre fileiras da vinha, floresta, e produção animal a Coruche – 19 de setembro

A Rede Rural Nacional (RRN) em colaboração com a UNAC — União da Floresta Mediterrânica e o Centro de Competências do Sobreiro e da Cortiça (CCSC), […]

Nacional

Falta de chuva deixa agricultores alentejanos “extremamente preocupados”

O mês de janeiro foi o mais seco dos últimos 20 anos. A Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre (AADP) está “extremamente preocupada” com o período de seca meteorológica que está a afetar o Alto Alentejo. […]