Investimento em Cabo Verde aumenta mais de 50% no primeiro trimestre com Portugal a liderar

Investimento em Cabo Verde aumenta mais de 50% no primeiro trimestre com Portugal a liderar

[Fonte: Observador]

Cabo Verde garantiu mais de 3.140 milhões de escudos (28,4 milhões de euros) em Investimento Direto Estrangeiro (IDE) no primeiro trimestre de 2019, um aumento homólogo de 55,3%, com Portugal a liderar na origem dos investimentos.

De acordo com dados compilados esta segunda-feira pela Lusa a partir do último relatório estatístico do Banco de Cabo Verde, de agosto, o volume de IDE português naquele país africano foi de mais de 542 milhões de escudos (4,9 milhões euros) no primeiro trimestre, valor que compara com o registo negativo de 10,6 milhões de escudos (96 mil euros) no período homologo de 2018.

O investimento português em Cabo Verde no primeiro trimestre de 2019 foi ainda superior a qualquer um dos trimestres de 2018.

No total do ano passado, Cabo Verde contabilizou 9.300 milhões de escudos (84,1 milhões de euros) de IDE, com Espanha a liderar, com 1.925 milhões de escudos (17,4 milhões de euros), seguida de Portugal, com 1.003 milhões de escudos (nove milhões de euros).

Em apenas três meses de 2019, o investimento direto português em Cabo Verde já representa metade do registado em todo o ano de 2018.

Depois de Portugal, a lista dos principais investidores estrangeiros em Cabo Verde integra ainda o reino Unido, com 98,3 milhões de escudos (890 mil euros) e a Espanha, com 80,6 milhões de escudos (730 mil euros).

De acordo com dados da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, a comunidade portuguesa em Cabo Verde desenvolve atividades nas áreas do comércio, incluindo a distribuição alimentar e de bebidas, na hotelaria e restauração, na construção civil e metálica, entre outros.

No anual discurso sobre o Estado da Nação, em 31 de julho, na Assembleia Nacional, o primeiro-ministro cabo-verdiano, Ulisses Correia e Silva, afirmou que a comunidade internacional olha para Cabo Verde como “um exemplo de país democrático, estável, seguro, credível e confiável, de baixos riscos políticos, sociais e reputacionais”.

“Um país em que a paz social impera. Um país com a ambição de atingir o desenvolvimento sustentável. É esta ambição que nos coloca no radar internacional como um país com futuro”, afirmou Ulisses Correia e Silva.

Comente este artigo

O artigo Investimento em Cabo Verde aumenta mais de 50% no primeiro trimestre com Portugal a liderar foi publicado originalmente em Observador.

Anterior Stepping up EU Action to Protect and Restore the World’s Forests
Próximo ACOS faz formação: Conduzir e Operar com o Tractor em Segurança para Técnicos

Artigos relacionados

Últimas

PAN quer imposto europeu para agropecuária intensiva e acabar com apoios do BEI ao regadio

[Fonte: Agricultura e Mar] PAN quer um imposto europeu para gases com efeito de estufa na agropecuária intensiva, […]

Nacional

Governo adota novas medidas de mitigação dos efeitos da seca na Agricultura

Estão abertas até 30 de abril as candidaturas ao Pedido Único de 2018.
Tendo em conta os efeitos da seca e dos incêndios sobre a atividade agrícola, […]

Nacional

3.º Colóquio Hortofrutícola Faceco debate presente e futuro do sector

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]
Teve lugar a 19 de Julho o 3.º Colóquio Hortofrutícola Faceco, […]