Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP) redefine sorteio informático para ações de fiscalização

Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. (IVDP) redefine sorteio informático para ações de fiscalização

Novos procedimentos levam à redução de custos para os agentes económicos e ao aumento da eficiência do controlo e fiscalização das denominações de origem.

No âmbito da execução das suas competências de controlo e fiscalização para garantia da certificação contínua dos Vinhos do Porto e do Douro, o IVDP realiza diariamente ações de Fiscalização de Denominação de Origem e Indicação Geográfica (FDO).

Sendo um procedimento de operações diárias, que começa num sorteio informático, e decorridos alguns anos após a sua implementação, tornou-se agora oportuno adaptar, à nova realidade do país e do setor, todo o procedimento de controlo e seleção das empresas a fiscalizar.

Foi neste sentido que o IVDP emitiu a nova Circular redefinindo a tipologia de ações de fiscalização a efetuar. As FDO são desenvolvidas tendo em vista o controlo quantitativo e/ou qualitativo dos vinhos e a atividade dos Aagentes Económicos. As ações são estabelecidas, preferencialmente, a partir de um processo informático que tem como fatores o volume operado, o preço médio praticado e o histórico de cada AE em função da frequência e da gravidade de incidentes que, entretanto, se tenham verificado.

Por outro lado, foram implementadas duas novas operações de controlo sistemático, uma aos vinhos comercializados abaixo do preço médio por nível qualitativo, e outra às instalações onde coexistam vinhos da Região Demarcada do Douro e vinhos a granel sem DO e IG.

Estas alterações ajudam a diminuir os custos de contexto para os agentes económicos (AE) e conduzem a uma melhoria da eficiência no processo de controlo e fiscalização das denominações de origem e indicação geográfica da Região Demarcada do Douro.

O objetivo de prossecução eficiente das competências de controlo e fiscalização e a procura permanente de novos meios de verificação da atividade levam o IVDP a adotar modelos cada vez mais eficazes e vantajosos para o setor e para o consumidor.

_________________________________________________________________________________

Sobre o IVDP: O Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto, I.P. é um instituto público, integrado no Ministério da Agricultura que tem como missão certificar, controlar, proteger e promover as Denominações de Origem Porto e Douro e Indicação Geográfica Duriense em Portugal e no mundo.

 

Comente este artigo
Anterior Final do Re-Nascer Challenge
Próximo Como garantir o futuro da floresta?

Artigos relacionados

Dossiers

Avisos Agrícolas 30/01/2020: Fruteiras, Vinha, Olival, Citrinos e Pessegueiro

O Serviço de Avisos Agrícolas é um serviço nacional do Ministério da Agricultura que tem por finalidade emitir avisos agrícolas. […]

Comunicados

Sessão para técnicos florestais em Gondomar

Decorreu nos passados dias 7, 8 e 21, 22 de Maio/2019 uma formação do Projecto Melhor Eucalipto no Centro de Educação Ambiental de Gondomar. […]

Comunicados

Dupla de monovarietais com a assinatura da Real Companhia Velha

Depois de novas colheitas no que toca ao rosé e a cinco brancos e de uma novidade absoluta – Quinta de Cidrô Marquis branco 2014 –, […]