Incêndios. Observatório diz que há “problemas que não estão completamente resolvidos”

Incêndios. Observatório diz que há “problemas que não estão completamente resolvidos”

[Fonte: Rádio Renascença]

O Observatório Técnico Independente criado pelo parlamento para acompanhar os incêndios florestais considerou este domingo que há “problemas que não estão completamente resolvidos”, acrescentando que vai fazer um relatório sobre os fogos deste fim-de-semana.

O presidente do Observatório, Francisco Rego, afirmou que este organismo “não se vai pronunciar antes de ser feita uma análise bastante completa” sobre os incêndios que estão a lavrar há mais de 24 horas nos concelhos da Sertã e Vila de Rei (Castelo Branco) e que depois passou para Mação (Santarém).

Francisco Rego adiantou que o Observatório, organismo criado pela Assembleia da República em 2018, vai fazer um relatório sobre estes fogos, mas só depois da época crítica de incêndios, em outubro. “O que tentamos fazer em termos de observatório é manter algum distanciamento e alguma frieza na análise das ocorrências”, disse para justificar o facto em não se alongar sobre a forma como estão a ser combatidos estes incêndios.

No entanto, frisou que “é evidente que há indicadores que apontam para problemas que não estão completamente resolvidos”.

Os incêndios que lavram, desde sábado, nos concelhos da Sertã, Vila de Rei e Mação mobilizam mais de mil bombeiros e 15 meios aéreos, segundo a Proteção Civil.

Comente este artigo

O artigo Incêndios. Observatório diz que há “problemas que não estão completamente resolvidos" foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Oferta de Estágio - Vindima - Viseu
Próximo Primeiro encontro bilateral Luso-Espanhol “Agricultura, Solo e Sustentabilidade” - 25 de julho - Lisboa

Artigos relacionados

Últimas

Extinção de plantas atingiu proporções “assustadoras”, alertam cientistas

[Fonte: O Jornal Económico]

O maior estudo realizado à escala global sobre o estado das plantas, […]

Últimas

Alqueva: APBA propõe medidas para a Política da Água

[Fonte: Revista Frutas Legumes e Flores]

No seguimento dos últimos acontecimentos (crescente adesão ao regadio, elevado numero/área de regantes precários, […]

Nacional

Moçambique vacina 450 mil animais contra febre aftosa

[Fonte: Observador] Mais de 450 mil animais foram vacinados contra o surto de febre aftosa em Moçambique, no âmbito das medidas preventivas de proteção do gado bovino contra uma eventual ocorrência da febre. […]