Incêndios: Chamas mobilizam 671 bombeiros em Miranda do Corvo

Incêndios: Chamas mobilizam 671 bombeiros em Miranda do Corvo

Segundo o site da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), na Sertã, Castelo Branco, estavam mobilizados para o combate às chamas 560 operacionais, um helicóptero e 171 veículos, num incêndio florestal que deflagrou pelas 14:50 de sexta-feira, na localidade de Marmeleiro.

A estrada nacional 2 já foi reaberta ao trânsito, disse a fonte do CDOS de Castelo Branco.

A fonte do CDOS de Castelo Branco informou que do incêndio na Sertã resultaram sete feridos e que outras cinco pessoas foram assistidas.

O incêndio em Miranda do Corvo, que deflagrou às 18:22 de sexta-feira, estava a ser combatido por 671 operacionais, apoiados por 192 viaturas, dois helicópteros e quatro aviões, segundo a página da ANEPC.

A autoestrada 13 (A13), que esteve fechada ao trânsito, já está reaberta.

Além destes dois incêndios, outros três, dois Fafe, distrito de Braga, e um em Peso da Régua, Vila Real, também estavam ativos e eram considerados como “ocorrências importantes”, mobilizando no total mais de 180 operacionais.

Um incêndio que deflagrou também na sexta-feira em Valpaços foi hoje dominado pelas 03:55, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Vila Real.

Um total de 37 incêndios em curso estavam a ser combatidos por 2.330 homens, indica o site da ANEPC.

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Comente este artigo
Anterior Incêndios mobilizam 671 bombeiros em Miranda do Corvo, praticamente dominadas na Sertã
Próximo Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

Artigos relacionados

Últimas

Governo diz que setor financeiro tem de contribuir para descabornização da economia

“O setor financeiro tem aqui que assumir seu papel, incorporando nas políticas de investimento e ofertas de novos produtos financeiros os objetivos adequados à […]

Nacional

Governo declara seca “severa e extrema” em concelhos de oito distritos

Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural aponta baixos índices de precipitação e disponibilidades hídricas consideravelmente abaixo das médias de armazenamento. […]

Últimas

Veracruz é o ‘Investimento que marca’

2.000 hectares de amendoal intensivo e super intensivo no interior do país e planos para chegar aos 5.000. O Fundão e a Idanha foram os locais escolhidos pela empresa luso brasileira Veracruz para o arranque de um investimento que inclui uma unidade de descasque e processamento de amêndoa. […]