Incêndios afetam áreas protegidas na Europa

Incêndios afetam áreas protegidas na Europa

Relatório europeu revela que, em 2019, triplicou a área ardida de zonas classificadas na Rede Natura 2000.

O retrato dos incêndios no espaço europeu em 2019 confirma a tendência dos últimos anos, com mais de 400 mil hectares de área ardida, grande parte dos quais territórios classificados na Rede Natura 2000. O 20º relatório anual do Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia (JRC Technical Report – Forest Fires in Europe, Middle East and North Africa 2019) regista cerca de 160 mil hectares de áreas protegidas destruídos pelo fogo, com danos nestes inestimáveis ecossistemas que levarão muito anos a restaurar.

As conclusões deste relatório apontam as alterações climáticas como responsáveis pela forma como tem aumentado a duração e a intensidade do perigo de incêndios na Europa, numa realidade que já não se circunscreve apenas à zona mediterrânica. Em termos de ocorrências de incêndios, Espanha (10 883), Portugal (10 832) e Polónia (9 635) lideraram a tabela em 2019, enquanto em área ardida a Península Ibérica voltou a centrar as principais preocupações – Espanha (83 963 ha) e Portugal (42 084 ha).

Na particular observação às áreas protegidas afetadas pelo fogo – que em 2019 triplicaram relativamente ao ano anterior – destaca-se a Roménia, que viu destruídos mais de 63 mil hectares da sua Rede Natura 2000.

Com cerca de 40% da área total ardida na União Europeia em 2019 a fazer parte de zonas vitais para a biodiversidade, o Centro Comum de Investigação da Comissão Europeia lança um alerta para a urgência do Pacto Ecológico Europeu. Neste acordo estão previstas ações para melhorar a saúde das florestas europeias e reforçar a sua resiliência aos incêndios, para além do objetivo de plantar 3 mil milhões de árvores na Europa até 2030.

O artigo foi publicado originalmente em Produtores Florestais.

Comente este artigo
Anterior Parlamento e Conselho chegam a acordo na transição da PAC: Manutenção da dotação para os Açores e Madeira garantida
Próximo Coimas para tratores agrícolas sem arco de proteção entre os 120 e os 600 euros

Artigos relacionados

Últimas

“Cada fogo destrói anos de captura de carbono”

Projetos Expresso. “50 para 2050”, uma iniciativa do Expresso e da BP, voltou a acontecer esta terça-feira, como sempre às 11h no Facebook do Expresso. Foi já o sétimo de dez debates […]

Nacional

Seminário sobre problemas fitossanitários emergentes na Frutitec

Home Agenda Seminário sobre problemas fitossanitários emergentes na Frutitec

Agenda, […]

Nacional

Açores/Eleições: “Gestão empresarial” de matadouros traria ganhos enormes – Iniciativa Liberal

O candidato da Iniciativa Liberal às próximas eleições regionais dos Açores Nuno Barata disse hoje que uma “gestão empresarial” dos matadouros da região traria ganhos “enormes” ao nível da […]