Identificadas 37 novas espécies de plantas hospedeiras da Xylella fastidiosa

Identificadas 37 novas espécies de plantas hospedeiras da Xylella fastidiosa

A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA) anunciou recentemente que foram identificadas 37 novas espécies de plantas hospedeiras do patogéneo da Xylella fastidiosa. Segundo a EFSA, a maioria foi infectada naturalmente («não artificialmente») e estas espécies foram identificadas tanto em países da União Europeia – como Espanha, França, Itália e Portugal – como em países fora da UE (como os Estados Unidos da América e o Irão).

Entre as novas espécies hospedeiras estão plantas comerciais e selvagens como a Erigeron sp., a Helichrysum stoechas, a Pistacia vera (pistácio) e a Diospyros kaki (dióspiro). A lista da EFSA dos hospedeiros desta doença passa assim a contar com um total de 595 espécies de plantas, sendo que, para 343 destas, a infecção foi identificada por, pelo menos, dois métodos de detecção, em condições naturais ou experimentais.

Esta ampliação do número de hospedeiros identificados resulta de uma actualização feita a partir da consulta da literatura científica mais recente e de dados recolhidos no âmbito dos serviços – como o Europhyt – e das actividades da EFSA. A bactéria Xylella fastidiosa é um agente patogénico que afecta um grande número de espécies vegetais, podendo conduzir ao enfraquecimento, redução de produção e mesmo morte das plantas infectadas.

O artigo foi publicado originalmente em Revista Frutas, Legumes e Flores.

Comente este artigo
Anterior “A agricultura não pode parar”. A entrevista a Eduardo Oliveira e Sousa
Próximo Associados da OLIVUM oferecem à Cáritas azeite para confecionar 14.000 refeições

Artigos relacionados

Últimas

Afinal o rei vai nu neste “caos organizado” no reino da intensificação da Agricultura… – João Dinis

Ou as estórias oficiais e oficiosas em torno da intensificação dos processos produtivos na Agricultura e na Floresta. Na prática, trata-se de um exercício político e social estilo “organização do caos”… […]

Nacional

Rendimento de trabalhadores agrícolas no Alentejo sobe 35 por cento em 10 anos

O rendimento médio mensal líquido dos trabalhadores do setor agrícola, no Alentejo, atingiu no último trimestre de 2019 os 765 euros, […]

Últimas

“Agroalimentar vai ser um pilar da recuperação económica”, destaca presidente da Lusomorango

Nesta “Fast Talk” do JE, Luís Pinheiro explicita desafios com que o agroalimentar se defronta, como a gestão dos recursos hídricos e a necessidade de uma ligação ferroviária à […]