Guia prático para aplicação de herbicida em floresta de produção

Guia prático para aplicação de herbicida em floresta de produção

O controlo da vegetação infestante e de invasoras pode ser feito com recursos a herbicidas. Mas, para ser eficiente, esta técnica requer o cumprimento de indicações técnicas precisas. Fique a saber quais.

O controlo da vegetação infestante e de invasoras pode ser feito com recursos a herbicidas. Mas, para ser eficiente, esta técnica requer o cumprimento de indicações técnicas precisas. Fique a saber quais.

A Vegetação Arbustiva lenhosa (vulgarmente designada por matos) e as invasoras no subcoberto dos povoamentos florestais são duas das principais causas dos incêndios, provocando perdas económicas, ambientais e sociais incalculáveis todos os anos. Para além disso, competem com a árvore por água, luz e nutrientes, com perdas de produção da ordem de 10 a 20%, em média.

Como os controlar? Com técnicas pouco impactantes no solo: destroçamento, trituração, gradagem ligeira, ou aplicação de herbicida.

Leia o artigo na íntegra na edição de junho da VIDA RURAL. Faça download aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Vida Rural.

Comente este artigo
Anterior Acréscimo acusa Governo de ameaçar ocupar propriedade privada
Próximo Biosfera: Como Promover a Biodiversidade em Contexto de Produção Agrícola?

Artigos relacionados

Últimas

Parlamento chumba aumento para o dobro de multas por falta de limpeza das matas

A proposta de Orçamento do Estado para 2021 previa que as multas para quem não fizesse a limpeza das matas fossem aplicadas em duplicado no próximo ano, mas uma proposta do PEV […]

Sugeridas

Mau tempo/Leslie: Dois anos depois, associações anseiam pelos apoios prometidos pelo Governo

Associações, coletividades e outras entidades do setor social somaram avultados prejuízos aquando da passagem da tempestade Leslie pela região Centro. Mas, de 2018 até hoje, ainda continuam à […]

Sugeridas

Suinicultura responsável por 0,34% das GEE em Portugal

A suinicultura é responsável por 0,34% do total das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) em Portugal, sendo o setor da pecuária responsável por cerca de 5,25%. Os dados são do Inventário […]