Governo vai criar condições para manter exportações de frutas e legumes para o Reino Unido

Governo vai criar condições para manter exportações de frutas e legumes para o Reino Unido

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, sublinhou esta quarta-feira na feira Fruit Logistica, que o Governo está a criar condições para que a presença das empresas portuguesas no Reino Unido “se mantenha e saia reforçada”.

O mercado britânico é o terceiro mais importante para as exportações portuguesas do setor de frutas e legumes. Em 2018, representou 9,7% do total das exportações, cerca de 145 milhões de euros.

“É um mercado muito importante para nós. O que estamos a fazer, através dos diversos canais e dos programas que foram disponibilizados pelo Governo, é criar condições para que a nossa presença se mantenha e saia reforçada, se possível”, sublinhou a ministra da Agricultura em declarações aos jornalistas.

“Do ponto de vista do que são os custos diretos, até para o próprio Reino Unido, torna-se mais vantajoso, e também dos custos ambientais. (…) Além de que os nossos produtos são de excelência”, destacou a governante.

Maria do Céu Albuquerque garantiu que o Governo está “empenhado”, tem “um programa específico” e está a acompanhar “todas as empresas que sinalizem questões que tenham de ver resolvidas” para se manterem no mercado do Reino Unido.

As estimativas da Portugal Fresh para 2019 indicam que as exportações nacionais deverão ultrapassar os 1.600 milhões de euros, um crescimento de 105% face aos valores de 2010, ano em que ainda não existia uma estratégia de promoção conjunta e as vendas para os mercados externos valiam 780 milhões de euros.

Tal como em 2010, Espanha continua a ser o principal cliente das frutas, legumes e flores nacionais.

Em 2019, entre janeiro e novembro, as exportações para Espanha atingiram os 447 milhões de euros, mais 90% do que no mesmo período de 2010.

O artigo foi publicado originalmente em Jornal de Notícias.

Comente este artigo
Anterior Projeto da Barragem do Pisão recebe luz verde na especialidade do Orçamento do Estado 2020
Próximo Sánchez defiende los fondos de la PAC y de cohesión de cara al próximo presupuesto de la UE

Artigos relacionados

Nacional

Bruxelas adianta 1,5 milhões de euros para apoiar reconstrução depois dos incêndios

Adiantamento ao abrigo do Fundo de Solidariedade da União foi decidido esta quinta-feira. Objetivo é apoiar os esforços de reconstrução na sequência dos incêndios ocorridos no verão. […]

Últimas

COVID-19: Bombeiros e agricultores de Alvalade e S. Domingos doam 40 toneladas de palha ao Badoca Safari Park

Numa iniciativa dos Bombeiros Voluntários de Alvalade que contaram com a colaboração de agricultores das freguesias de Alvalade e S. Domingos, […]

Últimas

Até 31 de Julho registaram-se 6.498 incêndios rurais. Arderam 23.913 hectares

A base de dados nacional de incêndios rurais regista, no período compreendido entre 1 de Janeiro e 31 de Julho de 2019, […]