Governo reforça dotação do regime de apoio à restruturação da vinha para 57 ME

Governo reforça dotação do regime de apoio à restruturação da vinha para 57 ME

O Governo vai reforçar a dotação do regime para a reestruturação da vinha para 57 milhões de euros na campanha de 2021-2022, face ao “elevado nível” de adesão, e estender o prazo para a decisão de candidaturas, foi anunciado.

“O Governo vai reforçar a dotação orçamental do Regime de Apoio à Reestruturação e Reconversão da Vinha (VITIS), relativa à campanha 2021-2022, para 57 milhões de euros, de modo a dar resposta ao elevado nível de adesão a esta medida de apoio e a corresponder às expectativas dos candidatos”, anunciou hoje, em comunicado, o Ministério da Agricultura.

Na sequência do aumento da verba disponível, é também alargado o prazo para a decisão das candidaturas para 21 de junho.

O prazo de alteração das candidaturas, referentes à campanha 2020-2021, é também prolongado para 30 de junho, no caso das que já têm investimento realizado.

“Já no caso das candidaturas que apresentam o pedido de pagamento antecipado, as alterações podem ser submetidas até ao dia 15 de junho de 2022. O prazo para a apresentação do pedido de pagamento é prorrogado até ao dia 16 de julho de 2021”, acrescentou.

Citada no mesmo documento, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, defendeu que o programa VITIS tem registado uma “grande adesão” e tem sido “estruturante para a modernização e sustentabilidade do setor”.

“O setor tem mantido uma tendência exportadora, refletindo uma clara valorização dos nossos vinhos e, para tal, muito tem contribuído o aumento de qualidade e de produtividade, indissociáveis do rejuvenescimento e da modernização”, apontou a governante.

Comente este artigo
Anterior Granizo destrói culturas a 100% na região de Lamego
Próximo Mau Tempo: Autarca de Vila Real defende verbas a fundo perdido para colmatar prejuízos

Artigos relacionados

Nacional

Jungheinrich com novas soluções para a segurança dos armazéns

A Jungheinrich lançou o zoneCONTROL e o addedVIEW, dois sistemas de assistência com vista a aumentar a segurança no armazém e a tornar mais eficiente a operação dos processos de armazenamento. […]

Nacional

Angola vai privatizar mais de 190 empresas públicas

Mais de 190 empresas públicas angolanas, 32 delas de referência nacional, serão privatizadas via Bolsa de Valores a partir deste ano para aumentar os níveis de eficiência, […]

Últimas

Áreas protegidas, e quantas mais houvesse – Ricardo Nogueira Martins

Os movimentos informais de cidadãos podem e devem, como acto de cidadania, impulsionar as autarquias a preverem a criação de áreas protegidas, responsabilizando a gestão e a […]