“Governo prossegue com total determinação investimentos em infraestruturas agrícolas”

“Governo prossegue com total determinação investimentos em infraestruturas agrícolas”

O secretário regional da Agricultura e Florestas afirmou, esta quarta-feira, que o Governo dos Açores prossegue, com total determinação, os investimentos definidos ao nível da modernização das infraestruturas agrícolas.

“Sem prejuízo dos apoios excecionais ao setor agrícola para a melhoria do rendimento que têm vindo a ser aprovados pelo Governo Regional, é fundamental prosseguir o investimento público em termos de construção de infraestruturas agrícolas, não só pelo que representa em termos de melhoria das condições de trabalho, mas também pelo sinal que dá em termos de confiança no futuro da agricultura nos Açores”, referiu João Ponte, à margem da visita a obras de infraestruturas agrícolas na freguesia das Sete Cidades, concelho de Ponta Delgada.

Apesar de todo o investimento feito em caminhos, no abastecimento de água e na eletrificação das explorações agrícolas, que deverá totalizar nesta legislatura 27 milhões de euros, ou seja, mais 14 milhões de euros do que na legislatura anterior, o governante, citado em nota, considerou que “é preciso continuar a investir para proporcionar mais e melhores condições aos agricultores para desempenharem, cada vez melhor, o seu trabalho”.

O secretário regional assegurou que, na atual legislatura, serão aproveitados todos os recursos financeiros disponíveis no programa PRORURAL+ para investimento em infraestruturas agrícolas, acrescentando que, quer a Direção Regional dos Recursos Florestais, quer a IROA, estão já a preparar estudos e projetos relativos a futuros investimentos, a realizar na próxima legislatura.

“Estão em causa investimentos estratégicos e sinalizados também com o contributo das organizações de produtores, como é o caso do projeto de captação de água do excedente da Lagoa das Sete Cidades, para reforçar o abastecimento às explorações leiteiras existentes no Perímetro de Ordenamento Agrário (POA) de Ponta Delgada, que será oportunamente apresentado”, adiantou João Ponte.

O governante destacou ainda que, à semelhança dos agricultores, também as obras públicas no setor agrícola não pararam nos últimos meses, como foi possível hoje testemunhar nas Sete Cidades.

Uma das obras visitadas foi o Caminho Rural dos Arrebentões, da responsabilidade da Direção Regional dos Recursos Florestais, com 1.230 metros de extensão e que serve quase duas dezenas de explorações agrícolas, representando um investimento superior a 560 mil euros.

O artigo foi publicado originalmente em Açoriano Oriental.

Comente este artigo
Anterior La Comisión destinará apenas el 3% del dinero nuevo a la PAC
Próximo CAP budget proposal 2021-2027: a total decrease of -8% in aid

Artigos relacionados

Últimas

“O que a FNAP gostaria é que a apicultura passasse a ser uma moda nos gabinetes da Comissão Europeia e do Ministério da Agricultura”

Manuel Gonçalves, presidente da FNAP – Federação Nacional dos Apicultores de Portugal
“Com o atual regime de ajudas este setor não poderá afirmar-se num mercado aberto como o da União Europeia, […]

Últimas

RIAAC-AGRI – Rede de impacto e adaptação às alterações climáticas nos sectores agrícola, agroalimentar e florestal

Transferência de boas práticas e novos conhecimentos para qualificar as empresas e a intervenção dos agentes de desenvolvimento rural no […]

Últimas

ADP Fertilizantes – Agricultores – José Maria Falcão

Um dos principais objetivos da #ADPFertilizantes é a satisfação dos nossos clientes através dos resultados obtidos com os nossos produtos. […]