Governo cria grupo de trabalho para avaliar jogo online e apostas hípicas

As regras do jogo online e das apostas hípicas de base territorial poderão mudar este ano. O Governo criou um grupo de trabalho para avaliar o regime de tributação dos jogos e apostas online e ainda o regime de exploração e prática das apostas hípicas, de acordo com um despacho publicado esta segunda-feira em Diário da República.

O grupo de trabalho será constituído por representantes do Governo das áreas das finanças; economia; trabalho, solidariedade e segurança social; e agricultura, florestas e desenvolvimento rural. Haverá ainda um representante da Santa Casa de Lisboa e outro do Turismo de Portugal.

As seis personalidades terão de apresentar as conclusões do relatório no espaço de 30 dias, ou seja, até ao final de fevereiro. Os membros do grupo de trabalho irão trabalhar pro bono, ou seja, não terão “direito ao pagamento de qualquer remuneração ou compensação”.

Atualmente, há nove entidades licenciadas para a exploração do jogo online em Portugal, segundo a informação disponibilizada pelo Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos, que está sob a alçada do Turismo de Portugal. A primeira licença foi atribuída no final de maio de 2016

A exploração das apostas hípicas foi atribuída, em regime de exclusividade para o território nacional, à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Só que ainda não foram oficialmente lançadas.

O artigo foi publicado originalmente em Dinheiro Vivo.

Comente este artigo
Anterior Faixa corta-fogo da Madeira com mais 3,75 hectares limpos de terreno florestal
Próximo Governo dos Açores mantém controlo aos voos com origem em países terceiros para evitar riscos fitossanitários

Artigos relacionados

Últimas

Incêndio no Fundão já foi dominado

O incêndio que deflagrou este sábado, ao início da tarde, no Fundão foi dado como dominado, informou fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco. […]

Últimas

Crise energética mantém-se apenas na gasolina

Situação de crise energética mantém-se apenas na gasolina. Empresário dizem que, por enquanto, o combustível nas Flores está “orientado”

Empresários das Flores afirmam que, […]

Últimas

Setor agrícola em debate durante a crise – Jorge Neves e JP Torres

Jorge Neves, administrador da Agromais e presidente da ANPROMIS, faz o ponto de situação sobre as sementeiras de milho, condicionadas pela chuva […]