Governo aprovou mais 11 projetos de reabilitação de regadios tradicionais

Governo aprovou mais 11 projetos de reabilitação de regadios tradicionais

O Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural aprovou mais 11 projetos de reabilitação de regadios tradicionais nos distritos de Aveiro, Bragança e Porto. Ao todo, serão beneficiados cerca de 700 hectares, com um investimento público de 1,5 milhões de euros. Serão abrangidos por estes projetos 540 agricultores dos concelhos de Arouca, Baião, Felgueiras, Lousada, Paredes, Penafiel, Valongo e Vinhais. Este investimento junta-se ao investimento global na reabilitação de regadios tradicionais, que ultrapassa já os 33 milhões de euros. Os 223 projetos aprovados e já em execução abrangem uma área total superior a 6.000 hectares e mais de 8.400 explorações.

“São projetos que representam um investimento do Governo no desenvolvimento rural, criando mais e melhores condições para a fixação das populações e para o crescimento da agricultura familiar”, sublinha o ministro Luís Capoulas Santos. O titular da pasta da Agricultura lembra que estes regadios “fazem parte de um projeto mais amplo de valorização dos territórios e da atividade agrícola, tornando-a mais produtiva e mais competitiva, nomeadamente através do uso mais eficiente da água”. Sublinhando os aspetos sociais da medida, o ministro explica que “o Governo pretende discriminar positivamente a agricultura familiar, de acordo com uma estratégia de apoio ao setor que se traduza no desenvolvimento da atividade e na consequente melhoria de rendimento para este segmento”.

Capoulas Santos acrescenta ainda a necessidade de adaptação às alterações climáticas e de contribuir para os objetivos do Governo relativamente à estratégia de descarbonização, considerando “urgente promover o uso eficiente do recurso água em tempos de escassez, pelo que este investimento é plenamente justificado e vai ao encontro dos anseios dos pequenos agricultores”.

O artigo foi publicado originalmente em Gazeta Rural.

Comente este artigo
Anterior New Zealand’s Royal Society calls for updated CRISPR rules to accommodate gene-editing innovation
Próximo Quer conhecer as oportunidades de financiamento para a bioeconomia? ANI explica

Artigos relacionados

Últimas

Seca. Facilitado acesso de agricultores à água do Alqueva para gado e rega

A empresa gestora do Alqueva anunciou esta sexta-feira que vai facilitar o acesso de agricultores à água nas infraestruturas do empreendimento para abeberamento de gado e rega de emergência de culturas, […]

Notícias mercados

PortugalFoods comunica singularidade do setor agroalimentar português

PortugalFoods comunica singularidade do setor agroalimentar português […]

Dossiers

Oferta de emprego – Técnico Agrícola de Balcão Fitofarmacêutico – Engenheiro Agrónomo – Alcobaça

A Agriloja é a maior rede de lojas de livre serviço para animais e plantas, que apresenta soluções para os clientes “Faça você mesmo” e Profissional, […]