Fumo dos fogos em Portugal e anticiclone criam “nuvem” que cobre Extremadura espanhola

Fumo dos fogos em Portugal e anticiclone criam “nuvem” que cobre Extremadura espanhola

Em declarações à agência espanhola EFE, o delegado territorial da Agência Estatal de Meteorologia (Aemet), Marcelino Núñez, indicou que a “nuvem” era bastante densa em certos locais, como por exemplo em las Vegas Guadiana (Badajoz), provocando mesmo uma descida nas temperaturas locais até quatro graus.

Os serviços meteorológicos espanhóis esclareceram, no entanto, que os incêndios deste fim de semana em Portugal não são os únicos responsáveis por este cenário.

A situação também se deve a condições atmosféricas de anticiclone e de altas pressões naquela zona geográfica, que combinadas com o fumo potenciam o efeito de “nuvem”.

A comunidade da Extremadura, que faz fronteira com Portugal, amanheceu hoje coberta pelo fumo proveniente dos incêndios florestais registados este fim de semana no território português.

Transportado pelo vento, o fumo foi acompanhado por cinzas e um cheiro a queimado e condicionou os níveis de visibilidade.

Segundo a EFE, uma “nuvem” mais densa estava a afetar várias cidades da zona como Badajoz, Cáceres e Mérida.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em SAPO 24.

Anterior Diretor geral da FAO acusa: “há mais obesos que famintos” no mundo
Próximo Oferta de Estágio de Verão - Eng.ª Agronómica ou Florestal - Lamego - Remunerado

Artigos relacionados

Nacional

Blue Bio Value: Startups espanhola, britânica e brasileira são as vencedoras

A espanhola Ficosterra, a britânica Ufraction8 e a brasileira Biosolvit são as três startups vencedoras da segunda edição do Blue Bio Bird, […]

Dossiers

Feira Agrícola de Lamego 2019: Atracção ao Centro do Douro

A FAL’19, sob o lema “Atracção ao Centro do Douro”, decorrerá nos próximos dias 3, 4 e 5 de Maio, no Centro Multiusos de Lamego, […]

Nacional

Incêndios: Nível de prontidão “muito elevado” até fim de outubro

A Proteção Civil vai manter um nível de prontidão “muito elevado” de combate aos incêndios até ao final de outubro, estando “permanentemente ao serviço do sistema” cerca de 7.600 operacionais, […]