Fórum LEADERar o Futuro: Estratégia 2030 da Região Saloia – 19 e 20 de maio

Fórum LEADERar o Futuro: Estratégia 2030 da Região Saloia – 19 e 20 de maio

A A2S – Associação para o Desenvolvimento Sustentável da Região Saloia, em colaboração com os Municípios de Cascais, Loures, Mafra e Sintra  irá realizar o fórum LEADERar o futuro em dois dias seguidos, 19 e 20 de maio pelas 17h.

A iniciativa conta com uma sessão inicial introdutória, seguida da divisão em grupos de trabalho por áreas temáticas. O objetivo principal é fazer um “brainstorming” com as comunidades locais para identificação das necessidades e desafios do território, bem como apresentar propostas de soluções para os resolver nas seguintes áreas de atuação:

19 de maio

  • Agricultura e agroindústria
  • Pescas e economia do mar
  • Património, cultura e tradições

20 de maio

  • Turismo e lazer
  • Indústria, comércio e serviços
  • Setor social

Áreas transversais a todos os temas

  • Recursos endógenos;
  • Ambiente e sustentabilidade;
  • Emprego e competitividade;
  • Educação, capacitação, formação;
  • Inovação e desenvolvimento;
  • Digitalização;
  • Cidadania (igualdade de género, jovens, idosos, mulheres, etc)

Pretende-se que sejam as comunidades a identificar ações em que a atividade da A2S enquanto Grupo de Ação Local poderá vir a intervir e apoiar financeiramente ao abrigo dos diferentes FEEI (Fundos Estruturais Europeus e de Investimento).

Como questões operacionais destacam-se as seguintes:

  • uma mesma pessoa só consegue participar num grupo por dia;
  • uma mesma entidade pode designar várias pessoas para participarem nos diferentes grupos caso ocorram no mesmo dia,
  • a metodologia a adotar é o brainstorming em que se espera que todos tomem a palavra de forma oral ou escrita, informal e concisa;
  • as sessões serão gravadas e os resultados finais serão sistematizados à posteriori;
  • após a análise de resultados será realizado um inquérito a todos os participantes para validar os resultados da interseção dos grupos;
  • os resultados finais validados serão apresentados numa Conferência a realizar durante o mês de junho em que se prevê juntar as comunidades locais e as entidades gestoras dos fundos.

Inscreva-se aqui.

O artigo foi publicado originalmente em Rede Rural Nacional.

Comente este artigo
Anterior CAP quer conhecer resultados das fiscalizações da ACT e SEF em Odemira
Próximo Incêndios: Governo considera “contraproducente” prorrogar limpeza de terrenos até 31 de maio

Artigos relacionados

Nacional

PAC 2023/2027 – O desafio da agricultura portuguesa – João Machado

Hoje, a PAC é muito mais subsidiária, permitindo que as legislações nacionais se adaptem cada vez mais à sua realidade, apoiando os sectores agrícolas que mais relevância têm em cada país […]

Nacional

CAULÉ – CAULÉ. Afinal o que é? Autor: João Cruz

[Fonte: Correio da Beira Serra]
É uma espécie de euromilhões que devia sair por todos os associados mas que não sai não…
Volta e meia ouvimos falar numa CAULE. […]

Últimas

Rio Guadiana navegável entre Alentejo e Algarve. Projeto vai custar seis milhões

O projeto para permitir a navegabilidade do rio Guadiana entre Vila Real de Santo António (Algarve) e Mértola (Alentejo) vai custar seis milhões de euros e deverá […]