Forests Forward: nova plataforma do WWF para proteger as florestas

Forests Forward: nova plataforma do WWF para proteger as florestas

Chama-se Forests Foward e é uma nova plataforma do WWF destinada a combater a desflorestação e a degradação das florestas pelo mundo. O projeto arranca com 18 participantes de vários países, incluindo Portugal, e vai ajudar a melhorar a gestão de 150 milhões de hectares de floresta até 2030.

Combater a desflorestação e a degradação das florestas em todo o mundo é o objetivo da Forests Forward, uma nova plataforma internacional criada pelo WWF – World Wide Fund, que envolve empresas, comunidades e organizações de vários sectores ligados à floresta.

Com este projeto, o WWF quer acelerar a mudança em paisagens florestais prioritárias, através de abordagens inovadoras que preservem e aumentem os benefícios gerados pela floresta, muitas vezes subestimados nas decisões empresariais e nos investimentos. O objetivo do Forests Forward passa, assim, por colocar a floresta no centro dos negócios que com ela se relacionam e ajudar as empresas a melhorar a gestão de 150 milhões de hectares de floresta em várias regiões do planeta, até ao final desta década.

“Olhando para 2030, torna-se urgente a necessidade de uma ação global para enfrentar a crise climática, a pobreza, a perda e recuperação da natureza, a produção insustentável e o consumo excessivo. Contrariar a desflorestação e a degradação florestal é a chave desta difícil equação”, destaca Julia Young, Diretora do WWF Global Forests Sector Transformation.

Da silvicultura ao restauro dos ecossistemas: as áreas do Forests Forward

A nova plataforma envolve 18 participantes de vários países, entre as quais a portuguesa The Navigator Company. A esfera de ação e o trabalho das diferentes entidades poderá ser acompanhada na plataforma espacial e interativa da WWF.

As empresas participantes no Forests Forward comprometem-se, de acordo com o WWF, com uma gestão e comércio florestal sustentável, com a reflorestação e restauro de ecossistemas, com a proteção e recuperação da biodiversidade, o combate à madeira ilegal e com a certificação florestal, entre outras medidas.

A aposta nestas áreas contribuirá para garantir que as florestas continuarão a oferecer, no futuro, benefícios às pessoas e ao ambiente.

43 milhões de hectares de floresta perdidos em 13 anos

A sustentabilidade das florestas e ecossistemas é um dos objetivos da associação, que alerta para a urgência de inverter o atual estado de degradação ambiental até 2030. Num estudo recentemente publicado, a organização revela que mais de 43 milhões de hectares de floresta, o equivalente a uma área quase do tamanho de Marrocos, foram perdidos apenas nos trópicos e subtrópicos, num período de 13 anos.

Também no seu último Índice Planeta Vivo, de 2020 – a publicação mais importante do WWF sobre o estado e a saúde do planeta -, a organização evidencia o declínio alarmante de, em média, 68% nas populações de mamíferos, pássaros, peixes, anfíbios e répteis, desde 1970.

Fran Price, Líder na WWF Global Forest Practice, reconhece que estamos num momento crítico e, como tal, “mais do que nunca, as pessoas compreendem como a natureza é fundamental para as nossas vidas e a importância de um futuro sustentável”. E conclui que as empresas e investidores desempenham um papel fundamental na definição deste futuro.

O artigo foi publicado originalmente em Florestas.pt.

Comente este artigo
Anterior O Canadá pode ser aqui - Paulo Pimenta de Castro
Próximo Incêndios: Tavira e São Brás de Alportel no distrito de Faro em risco máximo

Artigos relacionados

Cotações PT

Cotações – Cortiça – Informação Semanal – 16 a 22 Setembro 2019

Análise SIMA – Sistema de Informação de Mercados Agrícolas
Conjuntura semanal
Na semana em análise, prosseguiram as campanhas nas áreas de mercado Alentejo e Trás-os-Montes, […]

Dossiers

Alterações climáticas vão transformar a floresta

As árvores mais bem adaptadas às novas condições do clima irão ganhar terreno na futura paisagem florestal do continente europeu, segundo a “Foresta”. […]

Blogs

Suinicultura em Tempos de Pandemia

2020 trouxe uma nova realidade e demasiados dissabores em tão pouco tempo. Numa era cada vez mais digital, sujeita ao confinamento forçado dos […]