Fogo dominado no Fundão. Mais de 300 operacionais no terreno

Fogo dominado no Fundão. Mais de 300 operacionais no terreno

O incêndio florestal que deflagrou esta sexta-feira à tarde na freguesia de Pero Viseu, no Fundão, distrito de Castelo Branco, entrou em fase de resolução na madrugada de sábado, indica o site da Proteção Civil.

Pelas 01h30 da madrugada continuavam no terreno 305 bombeiros, apoiados por 94 viaturas. Durante o dia, vários meios aéreos estiveram envolvidos no combate às chamas.

O alerta para o fogo florestal foi dado às 15h05 de sexta-feira, de acordo com a Proteção Civil.

O incêndio tinha uma frente ativa cerca das 23h45, segundo comandante operacional distrital de Castelo Branco, Amândio Nunes, acabando por ser dominado já de madrugada.

“Todos os meios foram colocados na cabeça do incêndio e esperamos que entre em fase de dominado dentro de uma ou duas horas”, referiu a mesma fonte na altura.

O fogo arde num terreno de floresta e mato, com poucos acessos, e no local os operacionais estão a ser apoiados por 93 viaturas e quatro máquinas de rasto.

Segundo aquele comandante, as condições meteorológicas são favoráveis no combate às chamas, com vento reduzido e humidade local.

[notícia atualizada às 01h45]

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Rádio Renascença.

Anterior Marcelo diz que sem união torna-se "impossível" enfrentar os fogos
Próximo Empresas recrutam cada vez mais lá fora

Artigos relacionados

Nacional

Não vamos baixar a guarda

O nosso setor agrícola produz bens essenciais de uma forma segura e amiga do ambiente.
Em contraciclo com muitas outras atividades económicas, […]

Últimas

Cebola e batata-doce da Madeira passam a contar com selo DOP

O Governo Regional da Madeira criou um registo de produtores de batata-doce e cebola da Madeira, com os produtos a passarem a contar com o selo de Denominação de Origem Protegida (DOP), […]

Dossiers

Aprovada revisão orçamental para colmatar prejuízos do Lorenzo

Além da verba de 59 milhões de euros, dos quais 56 milhões são resultantes do impacto do furacão Lorenzo e os restantes três milhões são relativos ao reforço das obrigações de serviço público da transportadora aérea SATA, […]