Flores recebem 20 contentores para transporte de gado vivo no início da semana

Flores recebem 20 contentores para transporte de gado vivo no início da semana

“Chegarão à ilha das Flores no início da próxima semana, a bordo do cargueiro ‘Malena’, 20 contentores destinados à exportação e escoamento de gado vivo, que vão permitir retirar um conjunto de animais que estavam a aguardar ligação marítima”, informou José Élio Ventura, citado em nota de imprensa enviada hoje às redações.

O governante garantiu ainda que “o navio fará tantas quantas as viagens necessárias para regularizar a situação no mais curto espaço de tempo, conforme está há muito planeado”.

O navio “Malena” foi fretado pelo Governo Regional por um período de três meses, com opção de extensão do prazo, para colmatar a ausência de chegada de mercadoria por via marítima – com recursos a tráfego local – à ilha das Flores: a última viagem foi realizada em 13 de dezembro de 2019, com as condições adversas do mar a impedirem novas travessias.

Os constrangimentos no abastecimento ao grupo ocidental, depois da destruição total do porto comercial das Lajes das Flores, provocada pela passagem do furacão “Lorenzo”, já tinha levado o Governo Regional a solicitar a colaboração das Forças Armadas para fazer chegar mercadoria às ilhas das Flores e do Corvo.

Na quarta-feira, a Força Aérea e a Marinha levaram para a ilha das Flores um total de 30 toneladas de mercadoria e hoje a Força Aérea transportou quatro toneladas de mercadoria para o Corvo.

A exportação do gado bovino é um problema que já está ultrapassado há cerca de um mês na ilha do Corvo, apontou o diretor regional da Agricultura.

“Apesar da disponibilização de uma plataforma para descarga na ilha das Flores, os agricultores optaram por não a utilizar, o que também tem dificultado uma maior celeridade no escoamento de animais vivos”, menciona a nota.

A plataforma em causa utiliza uma grua que permite o transporte dos contentores, sendo a deslocação no mar efetuada através de um reboque.

Já esta manhã, o PSD/Açores tinha pedido o “pleno aproveitamento” do navio “Malena” para a exportação de gado.

Citado em nota de imprensa, o deputado social-democrata Bruno Belo apontou que “existem cerca de 600 animais para serem exportados da ilha das Flores a aguardar transporte desde outubro. Embora não seja possível que todos os animais saiam ao mesmo tempo, por não haver contentores suficientes, a verdade é que, com o pleno aproveitamento do ‘Malena’, o problema pode ser resolvido em poucas semanas”.

Durante a passagem do “Lorenzo” no arquipélago foram registadas 255 ocorrências e 53 pessoas tiveram de ser realojadas, num total de cerca de 330 milhões de euros de prejuízo, segundo o executivo açoriano.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Açoriano Oriental.

Anterior Previsão semanal 12 – 18 Janeiro
Próximo Descensos en porcino de capa blanca

Artigos relacionados

Últimas

ONU. Aquecimento global poderá custar 80 milhões de empregos até 2030

O aquecimento global e o respetivo impacto nos níveis de produtividade em diversos sectores da atividade económica, como a agricultura ou a indústria, […]

Últimas

Vão nascer Condomínios de Aldeia para prevenir incêndios

Serão entidades operacionalizadas pelas autarquias, em estreita articulação com as associações locais, organização de produtores florestais e entidades gestoras de baldios

Para a gestão dos espaços comuns e das faixas de gestão de combustível em torno dos pequenos aglomerados urbanos rurais O Governo quer criar a figura dos Condomínios de Aldeia, […]

Nacional

Gerir património devoluto é a competência mais aceite pelos municípios com vista à descentralização

O património imobiliário público sem utilização, no âmbito da descentralização, é a competência mais aceite, por 157 municípios, que decidiram assumir a transferência em 2019, […]