Feira digital acrescenta vinhos ao queijo DOP por mais 15 dias

Feira digital acrescenta vinhos ao queijo DOP por mais 15 dias

A primeira Feira Digital do Queijo DOP, alargada até 15 de Maio, passa a incluir vinhos diversos produzidos na região Centro, anunciaram hoje os promotores.

O secretário executivo da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra, Jorge Brito, fez “um balanço muito positivo” das duas primeiras semanas da feira, inaugurada no dia 15 pela ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, e que deveria terminar hoje.

“Os produtores estão a vender mais do que esperavam”, congratulou-se, realçando que a participação dos CTT no projecto contribui para “escoar a preços muito competitivos” diferentes queijos com denominação de origem protegida (DOP) do Centro de Portugal.

Jorge Brito disse que, ainda este ano, outros produtos endógenos de qualidade, alguns deles certificados, deverão ser introduzidos na mesma plataforma, “já numa lógica de venda permanente”, antecipando um trabalho que a CIM estava a realizar no âmbito da sua distinção como Região Europeia da Gastronomia em 2021.

Liderado por José Carlos Alexandrino, presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital, o organismo pretende apoiar os produtores de diferentes sectores agropecuários no processo de “adaptação à nova realidade” social e económica criada pela pandemia da covid-19.

“Verifica-se uma alteração dos padrões de consumo” que, segundo o secretário executivo, deverá ter continuidade no futuro, o que levou a CIM da Região de Coimbra a unir esforços com as congéneres vizinhas para que “os produtores não fiquem de fora deste desafio”.

Nos primeiros 15 dias, a Feira Digital do Queijo DOP comercializou “mais de mil unidades” de queijos diversos, número que Jorge Brito considerou “francamente bom”.

A iniciativa passa agora a designar-se Feira dos Vinhos e Queijo DOP, com a integração dos vinhos das regiões vitivinícolas de Coimbra, Viseu Dão Lafões, Beira Baixa e Beiras e Serra da Estrela, incluindo frisantes, espumantes e licorosos.

“O portfólio da Feira dos Vinhos e Queijo DOP está agora mais completo, com um dueto imbatível, entre líquido e alimento, essencial à vida”, realçam a CIM e os CTT, de cuja parceria faz também parte o ‘marketplace’ Dott.

O artigo foi publicado originalmente em Campeão das Províncias.

Comente este artigo
Anterior Rede Europeia de Desenvolvimento Rural publica Newsletter de abril 2020
Próximo O PCP dá entrada de um Projeto de Lei com Medidas de integradas para responder aos efeitos do surto COVID-19 sobre o sector do vinho

Artigos relacionados

Dossiers

Portuguesa Atlas faz parceria de seguros agrícolas com Sompo, gigante internacional do setor

Atlas, mediadora de seguros sediada em Lisboa, é a primeira MGA agrícola na Península Ibérica e uma das primeiras na Europa. […]

Dossiers

Apoio aos mercados locais considera despesas que entraram em vigor

O Governo alterou hoje a elegibilidade das despesas que podem ser submetidas, no âmbito dos apoios às cadeias curtas e mercados locais, […]

Nacional

Fundo de Recuperação centra-se em reformas, investimento e apoio à saúde

Em causa está o Fundo de Recuperação proposto pela Comissão Europeia, num total de 750 mil milhões de euros, […]