Federação Agricola dos Açores envia carta ao Primeiro Ministro a apelar à manutenção do Orçamento Posei Pós-2020

Federação Agricola dos Açores envia carta ao Primeiro Ministro a apelar à manutenção do Orçamento Posei Pós-2020

A Federação Agrícola dos Açores continua a envidar esforços de sensibilização e de apoio à manutenção da dotação orçamental do POSEI pós-2020 ao mais alto nível, desta feita com o envio de uma carta ao Sr. Primeiro Ministro António Costa.

A missiva enviada realça a posição reiterada dos ministros da agricultura de Portugal, Espanha, França e Grécia no último Conselho de 21 de outubro a favor da manutenção do orçamento do POSEI até 2027. O corte de 3,9% proposto pela Comissão Europeia poderá ser ultrapassado recorrendo-se às margens orçamentais da rubrica dedicada ao FEAGA, conforme sugeriu o Ministro da Agricultura Espanhol.

A manutenção da dotação foi votada favoravelmente e de forma inequívoca no Plenário do passado dia 23 de Outubro pelo Parlamento Europeu com 657 votos a favor, 16 contra e 19 abstenções. O voto visa restabelecer os montantes consagrados às regiões ultraperiféricas no âmbito do POSEI, em consonância com a resolução do Parlamento Europeu, de 14 de novembro de 2018, sobre o Quadro Financeiro Plurianual 2021-2027.

Tendo em conta que as negociações interinstitucionais sobre as disposições transitórias deverão ter lugar após o primeiro plenário de novembro e que neste fórum será definido a dotação orçamental respeitante ao POSEI, a Federação Agrícola dos Açores apelou ao Sr. Primeiro Ministro, nesta etapa tão decisiva, que:

  • Portugal congregue esforços junto dos Estados francês, espanhol e grego na defesa conjunta do envelope financeiro do POSEI;
  • Portugal sensibilize a Presidência alemã do Conselho para que defenda a atual dotação financeira do POSEI aquando do retomar das negociações interinstitucionais referentes às disposições transitórias da PAC. É imprescindível que os negociadores do Conselho se posicionem a favor da manutenção do envelope financeiro do POSEI nestes trílogos, tal como a equipa do Parlamento Europeu o fará. Só assim a Comissão Europeia reverterá a sua posição;
  • Portugal interceda junto da Comissão Europeia, nomeadamente junto do Colégio de Comissários e, em particular, junto do Comissário Europeu da Agricultura, Janusz Wojciechowski, para que os cortes propostos sejam eliminados.

Tal como referiu a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, no Conselho de 21 de setembro, o programa POSEI reveste-se da maior importância para as Regiões Ultraperiféricas dadas as fragilidades decorrentes dos maiores custos de produção e da falta de alternativas de atividade.

Comente este artigo
Anterior Trabalhos Agrícolas - Circulação entre diferentes concelhos do território continental - Esclarecimentos Ministério da Agricultura
Próximo Cursos superiores de segurança, proteção do ambiente ou professor entre os menos atrativos

Artigos relacionados

Ofertas

Oferta de emprego – Engenheiro Zootécnico – Alenquer – Expirada

A OPP de Alenquer, localizada em Alenquer, encontra-se neste momento a recrutar para funções de Técnico de Produção Animal / Zootécnico […]

Comunicados

Nova Orgânica do XXII Governo Constitucional

Foi publicado em Diário da República o Decreto-Lei n.º 169-B/2019, da Presidência do Conselho de Ministros, que aprova o regime da organização e funcionamento do XXII Governo Constitucional
O artigo foi publicado originalmente em GPP. […]

Nacional

UE antecipa apoios à seca. Pagamentos directos em Outubro

Os Estados-membros da União Europeia acordaram hoje, 28 de Agosto, uma série de medidas de apoio propostas pela Comissão para atenuar as dificuldades financeiras enfrentadas pelos agricultores devido a condições climáticas adversas e para aumentar a disponibilidade de alimentos para os animais. […]