Estudantes da UC reinventam o consumo de leguminosas

Estudantes da UC reinventam o consumo de leguminosas

Aumentar o leque de alternativas ao consumo de proteína animal no mercado foi o objetivo que levou quatro estudantes da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) a desenvolver o inovadorLegutê” – leguminosas em patê.

A gama “Legutê” é composta por três variedades de patês – feijão, ervilha e tremoço – 100% naturais, ricos em proteína, fibra, vitaminas e antioxidantes e com baixo teor de gordura e zero colesterol.

A ideia surgiu na unidade curricular “Empreendedorismo: da ideia ao negócio” do mestrado em Biodiversidade e Biotecnologia Vegetal do Departamento de Ciências da Vida da FCTUC. Bruno Simões, Jéssica Tavares, Mariana Correia e Tércia Lopes investigaram e, «ao verificarmos que a oferta de proteína não animal no mercado é deficitária», avançaram para o desenvolvimento de um produto inovador que tivesse por base as leguminosas familiares da dieta tradicional mediterrânica.

Após a realização de várias experiências, as leguminosas eleitas foram o feijão, a ervilha e o tremoço. É uma forma de «reinventar o consumo de leguminosas. O Legutê é um produto prático e ideal para qualquer ocasião, distingue-se pela resposta a uma oferta escassa de proteína não animal, sendo indicado para vegetarianos. Para além disto, é rico em fibras, vitaminas e sais minerais», salientam os estudantes.

Com a produção desta nova gama de patês de leguminosas, os jovens pretendem ainda contribuir para a «diminuição de desperdícios alimentares. Queremos transformar os excedentes da indústria alimentar destas leguminosas em matéria-prima

A próxima fase passa por «alargar o conceito a outras leguminosas e, também, pela procura de investidores junto da indústria alimentar ou, quem sabe, criar uma start-up, tendo em vista a comercialização dos novos patês de grande valor nutritivo

O projeto foi escolhido para disputar a final da fase nacional do concurso internacional Ecotrophelia, promovido pela PortugalFoods, que vai decorrer na próxima sexta-feira, 25 de maio.

→Ouça as declarações de Jéssica Tavares aqui←

 

Comente este artigo
Anterior Consulta Pública - 2B_Forest_Group
Próximo Divulgada lista de agricultores apoiados pelo Governo após incêndios

Artigos relacionados

Opinião

Inovação e tecnologia na produção de alimentos – António Lopes Dias

Este é o tema dos Simpósios Anipla 2017, com o primeiro já realizado, no dia 23 de Março, no Porto, e o próximo realizar no dia 30 de Março (Lisboa, Hotel Sana Metropolitan).
Com este tema fazemos jus à nossa assinatura: “para quem pensa a agricultura”. […]

Comunicados

Press release – “Baltic plan”: first long-term fishing plan under new Common Fisheries Policy

The EU multiannual plan for managing Baltic Sea cod, sprat and herring stocks was approved in plenary on Thursday. This is the first new Common Fisheries Policy (CFP) regional plan that takes account of interactions between species. It aims to ensure the sustainability of fisheries and offer fishermen better economic conditions in the long run. […]

Nacional

IVDP: baixar teor de álcool no vinho do Porto “vai ao encontro da tendência mundial”

[Fonte: Vida Económica]
A alteração introduzida pelo Decreto-Lei n.º 7/2019, de 15 de janeiro, vai “permitir que os vinhos não integrados nas categorias especiais sejam comercializados com um mínimo de 18% volume” (ao invés dos 19 graus de teor de álcool previstos na legislação precedente). […]