Estação Zootécnica Nacional evolui para Centro de Excelência para a Agricultura e a Agro-indústria

A Estação Zootécnica Nacional, pólo de Santarém do INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, vai evoluir para Centro de Excelência para a Agricultura e a Agro-indústria (CEAAI). O novo Centro tem já um investimento aprovado de 5,2 milhões de euros.

Assim, a Estação Zootécnica Nacional vai ser recuperada, capacitada e ver expandida a sua infra-estrutura tecnológica, o que permitirá a valorização e transferência de tecnologia para os sectores agropecuário e agro-industrial, de forma a reunir conhecimentos e competências especializadas, alojar empresas inovadoras, dinamizar eventos de divulgação, dotando-o de mais e melhores valências e competências no suporte tecnológico e laboratorial ao desenvolvimento e exportações.

Após diagnóstico da Comunidade Inter-municipal da Lezíria do Tejo

O CEAAI surge em resposta ao diagnóstico realizado, pela Comunidade Inter-municipal da Lezíria do Tejo, no seu Plano Territorial Integrado Lezíria 2020, que identificou, como uma das fraquezas, a insuficiente rede de infra-estruturas I&D e centros tecnológicos e, como oportunidades, o alargamento das cadeias de valor da agricultura, à agro-indústria e às indústrias alimentares e a aposta no reforço das infraestruturas tecnológicas actuais.

O INIAV detém, em Santarém, a Estação Zootécnica Nacional, vocacionada para a criação, transmissão e difusão do saber de natureza profissional, para a investigação orientada e o desenvolvimento experimental, para a prestação de serviços à comunidade e apoio ao desenvolvimento, relevando a centralidade na produção agropecuária e agro-industrial nacional e na comunidade envolvente, num quadro de referência internacional.

Estação Zootécnica Nacional

A Estação Zootécnica Nacional concentra na Quinta da Fonte Boa, numa área de 240 ha, os principais serviços e meios, que constituirão a base para o CEAAI que se pretende desenvolver.

Alberga múltiplas competências experimentais em diversos sectores da produção animal, possuindo ainda recursos para se manter como referencial nesta área do conhecimento.

A resposta que se pretende às necessidades do sector produtivo no âmbito dos objectivos do CEAAI, bem como a estratégia para a valorização dos sistemas agrícolas e agro-industrial, através da Estação Zootécnica Nacional, “são possíveis devido às condições únicas que reúne, concentrando infra-estruturas de experimentação animal (instalações para animais, unidade de engorda de bovinos, matadouro experimental, unidade de fabrico de alimentos compostos, câmaras bioclimatológicas, cirurgia experimental), laboratórios (nutrição e alimentação, qualidade e segurança dos produtos, biotecnologias reprodutivas, genética molecular), e ainda um Centro de Documentação e Informação (3 anfiteatros, salas de reuniões e biblioteca)”, explica o INIAV.

A germinar desde 2014

A formalização do CEAAI foi feita através da assinatura de um Memorando de Entendimento, em 18 de Dezembro de 2014, subscrito por diversas entidades: CIM Lezíria Tejo (CIMLT), Câmara Municipal de Santarém (CMS), Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém e a AgroCluster do Ribatejo, Instituto Politécnico de Santarém, Universidade de Lisboa, Universidade de Évora e INIAV.

Estas entidades assinaram posteriormente, a 23 de Abril de 2015, um Protocolo de Cooperação, que constitui o documento de referência para o CEAAI. Desde então tem vindo a ser consolidada a candidatura, agora aprovada, com um investimento superior a 5 milhões de euros.

O CEAAI tem como objectivo fomentar a investigação e o desenvolvimento tecnológico nos sectores agropecuário, agro-alimentar e agrícola e valorizar a transferência de avanços cientifico-tecnológicos, maximizando a colaboração entre entidades públicas e privadas.

Agricultura e Mar Actual

O artigo foi publicado originalmente em Agricultura e Mar.

Comente este artigo
Anterior Porto recebe conferência Smart Waste Portugal 2019 – Um Futuro Circular
Próximo Estação de Avisos Agrícolas da Terra Quente alerta para mosca-da-azeitona

Artigos relacionados

Nacional

Agricultura 4.0 para os chorumes

A HERCULANO e o INESC TEC têm projetos de agricultura 4.0 que permitem valorizar o chorume. Juntos desenvolveram uma cisterna, equipada com tecnologia de precisão, […]

Últimas

Exclusivo RC: Capoulas Santos faz balanço do mandato como Ministro da Agricultura (c/som)

[Fonte: Rádio Campanário] Luís Capoulas Santos, ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, esteve aos microfones da Rádio Campanário a fazer um balanço do mandato que termina no próximo dia 6 de outubro. […]

Últimas

Live-stream: Pinus Webcast – 2034: Investir para mudar a História do Pinheiro-Bravo

O futuro PDR será decisivo para o sector florestal e para inverter a tendência de declínio do pinheiro-bravo e o Centro PINUS tem propostas […]