ESACB Curso de Formação: Poda da Vinha – 7 de fevereiro – Castelo Branco

ESACB Curso de Formação: Poda da Vinha – 7 de fevereiro – Castelo Branco

O Gabinete de Divulgação da Escola Superior Agrária de Castelo Branco (ESACB) vai realizar no próximo dia 7 de fevereiro de 2020, o Curso de Formação “Poda da Vinha”, num total de 4 horas de formação (das 09:00 às 13:00).

Este curso pretende actualizar conhecimentos e desenvolver as bases para uma poda racional da espécie e desenvolver competências na execução prática da poda.

O curso destina-se a Agricultores, técnicos da área e outros interessados nesta temática.

  • Componente teórica: 1 hora.
  • Componente prática: 3 horas (vinha da ESACB)
  • Custo de inscrição: € 25,00 (vinte e cinco Euros). O pagamento será feito em cheque ou numerário no dia do curso.
  • Número de formandos: mínimo 12, máximo 16.
  • Data limite de inscrição: 02 de Fevereiro de 2020.
  • Requisitos dos formandos: idade igual ou superior a 16 anos.

Critérios de selecção dos formandos: os formandos serão seleccionados por ordem de inscrição. A comunicação dos formandos admitidos e suplentes será efetuada dia 5 de fevereiro.

Nota: a inscrição pode ser feita aqui.

Comente este artigo

O artigo foi publicado originalmente em Voz do Campo.

Anterior Agrobio vai lançar novos cursos para o mês de Fevereiro
Próximo Direção da CAP inicia ciclo de reuniões com estruturas regionais, com primeira paragem no Mondego para avaliar consequências das cheias

Artigos relacionados

Nacional

A Drósofila em Portugal

Drosophila suzukii (Matsumura, 1931) é uma mosca de pequenas dimensões, oriunda do continente asiático, pertencente à família Drosophilidae. O seu aspeto é […]

Nacional

Codorniz-comum é a Ave do Ano, mas espécie está em risco de desaparecer

Segundo comunicado divulgado pela SPEA, “embora em Portugal ainda seja uma ave comum, a codorniz poderá brevemente deixar de o ser, […]

Últimas

Exercito e Marinha enviam patrulhas em missão de vigilância florestal nos distritos com maior risco de incêndio

As Forças Armadas enviaram 15 patrulhas, constituídas por 60 militares do Exército e da Marinha, para seis distritos do País com maior risco de incêndio florestal, […]