Empresa em Portalegre inova na produção de inseticidas biodegradáveis

Empresa em Portalegre inova na produção de inseticidas biodegradáveis

[Fonte: Tribuna Alentejo] Será instalado em Portalegre um centro de investigação, desenvolvimento e produção de inseticidas biodegradáveis e não tóxicos para outras espécies ou ambiente; um investimento de cerca de 2,3 milhões de euros, financiado em cerca de um milhão de euros por fundos comunitários através do Portugal 2020.

O projeto é da Entogenex Europe e para a produção deste tipo de inseticidas será utilizada uma tecnologia baseada na identificação e sequenciamento de peptidos moduladores da biossíntese de enzimas essenciais para a digestão dos diferentes organismos, seguida da sua codificação no genoma de levedura, levando à sua expressão intracelular regulada com a otimização do processo fermentativo.

O resultado, a biomassa gerada, é inativada gerando um produto formulado que pode ser fumigado ou aplicado no controle de mosquitos transmissores, entre outras doenças, da dengue, zika, malária e febre do Nilo Ocidental mas que não afeta outras espécies.

Com esta tecnologia será também possível desenvolver uma aplicação para espécies específicas que afetam a agricultura mediterrânica como a oliveira, azeitona, frutas vermelhas e outras.

João Transmontano, um dos promotores do projeto, à Rádio Portalegre, revelou esta substância não tóxica e biodegradável pode ser alternativa ao glifosato, um dos herbicidas mais utilizados em todo o mundo e que tem causado muita controvérsia por acarretar riscos para a saúde e para o meio ambiente.

Comente este artigo
Anterior Dia de Campo - InovMilho 2019 - 4 de setembro - Coruche
Próximo Alteração às normas de comercialização no sector das frutas e produtos hortícolas frescos - Nº HF

Artigos relacionados

Nacional

Incubadora de Base Rural de Guimarães arranca com a 2ª etapa do programa de apoio a empreendedores

Abertura de candidaturas à “Elaboração do Plano de Negócios” está já publicada. Os empreendedores selecionados beneficiarão de apoio gratuito durante 3 meses para elaboração de plano de negócio. […]

Nacional

Lagoalva aposta em sistemas solares fotovoltaicos como parte da sua estratégia sustentável

A Quinta da Lagoalva de Cima, produtora de vinho, azeite, cortiça, cereais, horto-industriais e do cavalo lusitano anuncia a instalação de onze sistemas fotovoltaicos no terreno com uma potência total de 1,35 MW, […]

Últimas

Poluição no rio Lis arrasta-se há mais de 20 anos

[Fonte: SAPO 24]

Espuma, mau cheiro, água escura e terrenos enlameados mesmo quando o tempo está […]