ECHA classifica Glifosato não cancerígeno

ECHA classifica Glifosato não cancerígeno

Este é o resultado da investigação do Comité de Avaliação de Riscos da Agência Europeia dos Produtos Químicos.

Fonte oficial da ECHA [Agência Europeia dos Produtos Químicos], emitiu ontem, 15 de Março, o seu parecer, onde considera a substância herbicida glifosato não cancerígena. Esta é uma tomada de posição que está em conformidade com as conclusões que a Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos [EFSA] já havia partilhado em Novembro de 2015. A informação transmitida pela agência europeia aponta para o facto de as evidências científicas apresentadas não preencherem os critérios que permitam classificar esta substância como cancerígena. Já em Maio de 2015 a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a própria Organização Mundial de Saúde (OMS) comunicaram, após análise a diversas substância activas, que o glifosato é improvável de ser genotóxico e carcinogénico para os seres humanos na exposição na sua dieta.

Para António Lopes Dias, director executivo da Anipla,“A ciência prevaleceu, e estou verdadeiramente satisfeito com o retomar da verdade e da evidência científica. Esta classificação pela ECHA é consistente com as 90.000 páginas de provas existentes, 3.300 estudos, e as opiniões da EFSA e da OMS”

Para o responsável, “O parecer não deixa quaisquer dúvidas: o glifosato não é cancerígeno. Ficamos agora a aguardar que a Comissão Europeia avance na maior celeridade com o processo de registo da substância na UE e conceda a aprovação de 15 anos – a mesma aprovação originalmente sugerida pela CE antes da substância ter sido objecto de um debate político e emocional, em vez de um debate com base em factos e ciência

A ECHA deverá emitir o seu parecer por escrito a Bruxelas que, por seu lado, deverá tomar uma decisão final sobre o glifosato até o final do ano. Os países-membros exercem sua influência através de votos num comité especial para a alimentação.

Comente este artigo
Anterior Operação 10.2.1.3. diversificação de atividades na exploração
Próximo Cerimónia de Entrega dos Prémios Floresta e Sustentabilidade - 24 Março 2017 - Lisboa

Artigos relacionados

Últimas

Conclusões 10º Colóquio Nacional do Milho 2020

O 10º Colóquio Nacional do Milho reuniu em Coimbra, a 19 de Fevereiro, 630 participantes, entre os quais cerca de 200 estudantes de […]

Dossiers

Covid-19: Agricultores pedem que pagamentos da PAC sejam antecipados

O presidente da direção da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Oliveira e Sousa, esteve esta quinta-feira no Palácio de […]

Últimas

Vinhos do Alentejo aumentaram 3,8% nas vendas em 2019

Vendas de vinho tinto aumentaram 1,8% e representaram mais de 90,5 milhões de garrafas; vinho branco subiu 10,9%, para 24,7 […]