É na agricultura que há maior crescimento de empresas

É na agricultura que há maior crescimento de empresas

[Fonte: Diário de Notícias]

Agricultura e pescas tem sido um dos setores mais dinâmicos da economia. Há mais empresas e nesta área de atividade passou-se de prejuízos a lucros.

Portugal está a ganhar empresas. E tem sido na agricultura e pescas que mais têm germinado novas sociedades. Entre 2013 e 2017, o número de empresas nesse setor cresceu mais de 31%, segundo um estudo do Banco de Portugal divulgado nesta semana. O número de empresas aumentou em mais de 4200, para 17 613.

O ritmo da criação de empresas na agricultura e pescas é mais de quatro vezes superior ao de todas as atividades económicas. Entre 2013 e 2017, o número de sociedades não financeiras em Portugal subiu 7%, totalizando mais de 400 mil empresas.

José Martino, engenheiro agrónomo e presidente da empresa de consultadoria agrícola EspaçoVisual, aponta a crise como uma das explicações para o regresso à agricultura. “A crise económica e social que se abateu sobre Portugal em 2011 gerou uma taxa de desemprego muito elevada e motivou um olhar diferente sobre a agricultura. Esta ganhou importância pela produção de bens transacionáveis”, realça ao DN/Dinheiro Vivo.

O especialista explica ainda que em “2013 estava em pleno funcionamento o quadro europeu de ajudas públicas ao investimento na agricultura, que deu importantes apoios a jovens que se quisessem instalar pela primeira vez na agricultura e a menos jovens que tivessem interesse em investir no setor primário”.

Além da agricultura e pescas, o setor que registou um maior crescimento de empresas entre 2013 e 2017 foi o de outros serviços. Nesse período, apenas na construção houve uma quebra no número de empresas. A nível geográfico foi nos Açores e no Algarve que se assistiu a um maior crescimento no número de empresas, com subidas de 12,3% e 9,1%, respetivamente.

Comente este artigo
Anterior Options to avoid a brutal crisis in the event of a no-deal Brexit
Próximo AgriEmpreende promove terceiro ciclo de workshops para capacitação de empreendedores

Artigos relacionados

Últimas

“Isto não é telenovela”, é a vida da pastora Ana Matos

Não era filha de pastores nem tinha qualquer ligação a este ofício, mas há dois anos deixou Mafra para se instalar na Serra da Estrela, recuperando um dos casais de Folgosinho, o Casal […]

Últimas

Qual o futuro dos contabilistas na era digital? “O tractor não acabou com a profissão de agricultor”

“Vale o que vale, é um número.” Pedro Ferreira referia-se a um estudo pouco promissor quanto ao futuro dos contabilistas: projetava a análise apresentada pelo professor do ISCTE, […]

Últimas

Ageing of Europe’s farmers remains a major challenge in rural areas

In 2016, for every farm manager under 40 there were three farm managers over the age of 65 in the EU. The ageing of Europe’s farmers is one of the greatest challenges that rural areas are facing […]